Saúde e Bem Estar

Entenda a tromboembolia pulmonar, doença que matou cantor Maurílio

30 Dez 2021 - 21h04 | Atulizado em 30 Dez 2021 - 21h04
Entenda a tromboembolia pulmonar, doença que matou cantor Maurílio

O cantor Maurílio faleceu na tarde desta última quarta-feira (29) devido a complicações causadas pela doença chamada tromboembolia pulmonar. Ele estava internado no Hospital Jardim América desde o dia 15 deste mês.

O artista fazia parte de uma dupla sertaneja ao lado de Luiza  e começou a apresentar sintomas após dar entrada no hospital depois de passar mal durante a gravação do DVD de outra dupla do sertanejo, Zé Felipe e Miguel.

Maurílio chegou ao local com dificuldades respiratórias e fortes dores na região peitoral. Após três paradas cardíacas, o exame confirmou o tromboemlismo pulmonar.


Dupla sertaneja Luiza e Maurílio (Foto: Reprodução/Instagram)


A doença é um trombo (outro nome para coágulo) que causa obstrução dos vasos pulmonares e faz com que o sangue não consiga chegar a uma parte do pulmão.

“ Ela causa como se fosse um infarto pulmonar, podendo levar a morte de uma área do pulmão”, explicou o médico do Hospital Gaffrée e Guinle, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Danilo Klein.

O coágulo que causa a doença geralmente não surge no pulmão, é muito mais comum que o início ocorra nas veias da perna, especialmente nas panturrilhas.

Acontece que esse trombo na veia da panturrilha se solta da perna e migra para os vasos pulmonares, obstruindo o pulmão, causando então a tromboembolia pulmonar. Enquanto o trombo está na perna, ainda é um caso em que conseguimos tratar apenas com anticoagulante, para dissolver o trombo. Quando vai para o pulmão, em geral, o quadro clínico é grave.”, acrescentou Klein.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Segundo-infectologista-sem-vacina-para-todas-as-idades-casos-de-Covid-aumentarao

https://inmagazine.ig.com.br/post/Israel-inicia-teste-clinico-com-4a-dose-da-vacina-Pfizer-contra-Covid-19

https://inmagazine.ig.com.br/post/Dois-habitos-sao-o-suficiente-para-uma-boa-noite-de-sono-diz-Bill-Gates


Os sintomas mais comuns da tromboembolia pulmonar são falta de ar, taquicardia, insuficiência cardíaca  e insuficiência respiratória. Pessoa com obesidade ou que realizam tratamento contra algum tipo de câncer são mais propensas a desenvolver o distúrbio. É incomum em jovens, mas segundo médicos, pode haver influência de fatores genéticos.

Foto destaque: Reprodução/Instagram