Saúde e Bem Estar

Entenda o problema de insônia dos millennials e da geração Z aos domingos

27 Jul 2022 - 09h30 | Atulizado em 27 Jul 2022 - 09h30
Entenda o problema de insônia dos millennials e da geração Z aos domingos

Segundo o estudo feito pela Acadêmia Americana de Medicina do Sono (AASM), o problema pode levar o jovem a desenvolver ansiedade, depressão e até mesmo ataques cardíacos. O termo utilizado para este episódio é ‘’Sunday Scaries’’ (domingos assustadores, em tradução livre), ele é usado pelos americanos para falar sobre os sentimentos intensos de ansiedade que ocorrem todos os domingos no fim da tarde e começo da noite, principalmente nos mais jovens.

Os dados apontam que cerca de 32% dos jovens da geração Z (nascidos entre a segunda metade dos anos 1990 até o início do ano de 2010) e 34% dos Millennials (de 1981 a 1995) frequentemente possuem algum tipo de dificuldade para dormir nas noites de domingo em comparação com outras noites de sono da semana.

A cada 10 entrevistados, 7 se queixam de que o principal motivo para a insônia são as preocupações do trabalho no dia seguinte, fazendo-os ficarem ansiosos, o famoso ‘’sofrendo por antecipação’’.

"A ansiedade e o estresse relacionados ao trabalho podem levar o sono insuficiente, o que pode resultar em consequências prejudiciais à saúde. Gerenciar proativamente os estressores relacionados ao trabalho pode ajudá-lo a ter um sono mais saudável e um dia de trabalho mais bem sucedido’’, explica John Saito, especialista em medicina do sono, membro do Comitê Consultivo de Conscientização Pública da AASM.


A insônia está diretamente ligada à ansiedade (Foto: stevanovicifgor/Thinkstock)


Ainda segundo a pesquisa, os jovens e os americanos em geral buscam soluções diferentes para dormir, como a melatonina (27%) e maconha ou CBD (20%) para ajudá-los na hora do sono.

Porém, a AASM recomenda outras maneiras para evitar o estresse e conseguir uma boa noite de sono, como por exemplo: distribuir as atividades semanais no decorrer da semana, e não deixar tudo para o final de semana. Desse modo, o jovem ficaria menos estressado e ansioso com a chegada do domingo.

Outro método recomendado é a criação de um calendário para auxiliar no cronograma da próxima semana, completando certas tarefas durante o final de semana, isso pode evitar a sensação de sobrecarga na segunda-feira.

A academia também ressalta que é importante se desconectar de aparelhos eletrônicos 30 minutos antes de ir dormir e reservar um tempo para realizar tarefas que ajudem na hora do sono, como tomar um banho ou ler um livro.

 

Sintomas dos "domingos assustadores" 

Os sintomas são descritos como "um buraco no fundo do estômago", que vai crescendo conforme o domingo avança. Porém, pode ser confundido com aquela ansiedade gerada quando percebemos que nosso dia de folga está acabando.

Além disso, é comum sentirem o batimento cardíaco acelerado, dificuldades para respirar, tremedeiras corporais, dores no estômago, inquietação, preocupação, dores de cabeça, dificuldade para dormir e, em casos muito graves, depressão e ataques cardíacos.

Foto Destaque: Os jovens possuem maior dificuldade para dormir aos domingos. Reprodução/pneumosono