Saúde e Bem Estar

Entenda os cuidados com a menopausa

09 Mar 2022 - 19h39 | Atulizado em 09 Mar 2022 - 19h39
Entenda os cuidados com a menopausa

Caracterizada pelo processo de encerramento do ciclo menstrual, o declínio hormonal da menopausa atinge mulheres na faixa de 40 a 50 anos e reúne sintomas fortes como menor lubrificação feminina, mudanças na pele, no cabelo, nas unhas, ondas de calor, também podendo causar afetar a autoestima feminina com doenças como a ansiedade, instabilidade emocional, cansaço, perda de libido e depressão.

Essas alterações hormonais são causadas pelo esgotamento dos folículos produzidos ao longo da vida pelos ovários. Após a falência do funcionamento ovariano há queda na produção de hormônios femininos como estrogênio e progesterona. Fazendo com que as mulheres sejam mais suscetíveis a infecções urinárias, a sentirem dor e dificuldades nas relações sexuais devido a secura vaginal, além de impactar no desenvolvimento de osteoporose, com a aparição de dores nas articulações como mãos e joelhos devido a perda de músculos e cálcio.

LEIA MAIS

Além disso, a menopausa causa irregularidades na menstruação, tanto na quantidade como na duração, dor, pressa ou dificuldade para urinar, maior irritabilidade, melancolia, problemas com sono, perda de memória e libido, maior concentração de gordura abdominal, unhas e cabelos quebradiços, vertigens, cansaço muscular, suores e calores no rosto, pescoço e palpitações no coração. Apesar dessas reações a menopausa se trata apenas de uma fase e não uma doença.


Mulher idosa (Foto Reprodução/Pixabay)


O tratamento se dá através da reposição hormonal atuando na atenuação dos sintomas físicos e psicológicos, além de prevenir a osteoporose. Em hipótese alguma deve haver automedicação por aumentar o risco de doenças no coração, trombose ou mesmo sangramentos vaginais sem explicação específica.

É recomendado por especialistas ter uma rotina com exercícios tanto para o bem estar quanto para a atenuação das transformações causadas por essa transição, uma boa alimentação, sem consumo de álcool ou fumo e não ganhar peso. Além da manutenção da saúde da mulher através do acompanhamento ginecológico.

Foto Destaque: Imagem de Benjamin Balazs.Reprodução/Pixabay