Tech

Entenda sobre a realização de entrega via drones no Brasil e seus obstáculos

26 Abr 2022 - 10h00 | Atulizado em 26 Abr 2022 - 10h00
Entenda sobre a realização de entrega via drones no Brasil e seus obstáculos

A entrega a partir de drones no Brasil está sendo testada, porém ainda há desafios a serem superados para a implementação. A fase de testes técnicos e práticos foi autorizada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para algumas empresas de delivery, como iFood, e outras marcas importantes no país, tais como Avon e Boticário. A introdução dessa nova tecnologia trará consequências boas e ruins, entretanto há fatores que necessitam ser discutidos para que haja a implantação dela plenamente no mercado. 

A implementação do drone em entregas vem sendo discutida pela Amazon, empresa americana, desde o ano de 2013. Porém, há uma década pensando sobre o assunto, a instituição ainda não utiliza desta tecnologia. Não é nada simples introduzi-la no mercado de entregas e delivery devido a empecilhos que vêm sendo debatidos por grandes empresas no mundo. 


Entrega delivery via drone em fase de teste(Foto: Reprodução/Witthaya Prasongsin/Getty Images)


Fernando Martins, responsável pela logística e inovação do iFood falou sobre o início dos testes de entregas via drone: “É o início de uma mudança que traz novas maneiras e agilizará as entregas em diferentes contextos ao colocarmos o uso de um modal aéreo em parte de uma rota de entrega”.

No Brasil, há algumas regras para a pilotagem do drone. Primeiramente, é necessário obter um certificado, o CAVE(Certificado de Autorização de Voo Experimental), que é disponibilizado pela Agência Nacional de Aviação Civil. Outra norma que a ANAC indica é que o drone precisa estar no campo de visão do piloto, não podendo realizar voos sobre pessoas. 


Treinamento para pilotos de drone(Foto: Reprodução/itarc.org/galeria)


Outros casos estão sendo discutidos, como a segurança, privacidade e as limitações do drone. A segurança é debatida pelo fato do drone poder se prender em fios de postes de energia e até mesmo causar acidentes com pessoas caso haja uma pane no sistema do equipamento. O drone tem o poder de gravar e tirar fotos, com isso pode se causar uma certa falta de privacidade na vida das pessoas. 

As limitações do drone são aspectos como o peso do objeto a ser entregue, por exemplo, que é limitado a até 3 kg. Então, percebe-se que é uma boa implementação no mundo tecnológico, mas há necessidade de discutir esses fatores para que exista e de certa forma sem que haja problemas, sejam sociais, de segurança e até mesmo acidentes.

Foto Destaque: Forma de como ocorre uma entrega de um delivery a partir da utilização de drone. Reprodução/Freepik