Celebridades

Ex-BBB Rodrigo Mussi recebe alta da UTI: 'Imensa alegria', diz irmão

20 Abr 2022 - 15h09 | Atulizado em 20 Abr 2022 - 15h09
Ex-BBB Rodrigo Mussi recebe alta da UTI: 'Imensa alegria', diz irmão

Nesta na manhã desta quarta-feira (20) através dos stories, Diogo Mussi, irmão de Rodrigo, comemorou a evolução de seu quadro. “É com imensa alegria que informo que o Rodrigo está de alta da UTI neste momento. Ficará na enfermaria a partir de hoje, onde continuará sua realibitação”, escreveu. Em um repost no perfil oficial do ex-participante do BBB foi informado que ele se encontrava dormindo e bem calmo.


Foto: Stories do Rodrigo Mussi (Reprodução/Instagram)


Influenciadores também comemoraram a melhora de Rodrigo. "Deus é bom o tempo todo.", escreveu seu ex-parceiro de confinamento Eliezer em um Boletim Médico publicado. Já Tadeu Schmidt, apresentador do programa deixou seu "Vivaaaaaaaaaaa!!!"

No dia 31 de março, Rodrigo sofreu um grande acidente onde estava no banco traseiro do veículo de um aplicativo de viagens e, por não estar utilizando o cinto de segurança, foi arremessado para a parte da frente do carro. O ex-BBB chegou ao hospital em estado grave após ter uma parada cardiorrespiratória no local do acidente. Teve fraturas na cabeça, na perna e foi submetido a algumas cirurgias. Necessitou ser entubado e no dia 17 de abril foi extubado, já podendo ficar em pé, falando com dificuldade, se lembrando pouco até mesmo do confinamento na casa mais vigiada do Brasil e um pouco agitado.


Foto: Boletim Médico de Rodrigo Mussi (Reprodução/Instagram)


"Ele lembra dos fãs. Hoje, pela primeira vez, ele pediu o celular. Eu dei meu celular pra ele, ele tentou fazer uma foto, tentou digitar uma coisa, não deu muito certo", diz Diogo após a extubação do irmão.

Kaique Faustino Reis, motorista do carro em que o influencer estava, disse que cochilou ao volante antes de colidir com um caminhão, na Marginal Pinheiros em São Paulo. O mesmo acabou autuado no 51º Distrito Policial (DP), Rio Pequeno, por lesão corporal culposa na direção de veículo automotor (quando não há a intenção de causar o acidente) e responde ao crime em liberdade.

Foto Destaque: Rodrigo Mussi (Reprodução/Globo)