Reality

Exilados escolhem equipes para prova, mas estratégia falha no ‘Ilha Record’

17 Ago 2021 - 03h02 | Atulizado em 17 Ago 2021 - 03h02
Exilados escolhem equipes para prova, mas estratégia falha no ‘Ilha Record’

O Guardião Misterioso influenciou o jogo mais uma vez no episódio da última segunda-feira (16), no ‘Ilha Record’. A regra era que os exilados (Dinei, Mirella, Lucas Selfie, Claudinho e Negão da BL), escolhessem os times que disputariam a Prova de Equipe.

 



 Quando receberam a mensagem, lida por Sabrina Sato, apresentadora do programa, os participantes mostraram surpresa e a equipe Rubi percebeu que Pyong faria “corpo mole” durante a prova. Thomaz chegou a fazer um sinal com as mãos para o hipnólogo, que foi questionado por Sabrina, mas Lee negou que perderia a prova de propósito.



 
 A prova era um circuito com etapas que exigiam atenção, força, concentração e também colaboração. Os exploradores precisaram percorrer todo o circuito, iniciando dentro do barco e remando para encontrar chaves de baús, escondidos pela praia. Ao acharem os tais baús, os participantes deveriam retirar os cosméticos que haviam dentro e colocá-los em ordem em prateleiras de acordo com a cor. Para finalizar a dinâmica, os competidores tiveram que acertar bolas em uma cesta  com a ajuda de uma catapulta.




 A equipe Rubi realizou a atividade no tempo de 13 minutos e 45 segundos. Por outro lado, o time Esmeralda terminou em 11 minutos e 42 segundos e foi a equipe vencedora da semana. Thomaz, comandante da equipe, ficou com um mapa e entregou os outros dois para Nadja e Antonela.

 



 

(Foto destaque: Exilados escolhem equipes para prova mas, estratégia falha no ‘Ilha Record’. Reprodução/Twitter)