Tech

Facebook é multado em R$ 11 milhões pelo Procon-SP devido à queda do WhatsApp em outubro

06 Dez 2021 - 15h00 | Atulizado em 06 Dez 2021 - 15h00
Facebook é multado em R$ 11 milhões pelo Procon-SP devido à queda do WhatsApp em outubro

Recentemente, o Procon-SP multou o Facebook em R$ 11 milhões por má prestação de serviço ocasionada pela queda do WhatsApp em outubro deste ano.

A Meta (empresa proprietária dos direitos do Facebook, WhatsApp e Instagram) informou à mídia que pretende recorrer da decisão judicial.

“Apresentaremos nossa defesa e confiamos que nossos esclarecimentos serão acolhidos pelo Procon-SP”, resumiu em nota divulgada à imprensa.


Ilustração do WhatsApp. (Foto: Reprodução/Olhar Digital).


O órgão de defesa do consumidor de São Paulo solicitou esclarecimentos da empresa dia 6 de outubro sobre a falha sistêmica dos softwares com a alegação de que não haveria multa pelo ocorrido caso a companhia desse uma “justificativa de evento fortuito, externo e incontrolável”.

Os aplicativos ficaram offline por cerca de 6 horas e as estimativas da associação pública são de que a queda do sistema afetou mais de 156 mil usuários do WhatsApp, 90 mil dos Instagram e 91 mil do Facebook.

Na época, o primeiro posicionamento da firma atribuiu o apagão das mídias digitais a falhas de configuração dos códigos dos softwares, responsáveis por tornarem os programas funcionais.

“Nossa equipe identificou que mudanças na configuração de roteadores, que coordenam o tráfego de informações em nossa base de dados, comprometeu o fluxo e deixou o sistema fora do ar”, disse a empresa no site oficial. Comunicou ainda que “não tem evidências de que os dados dos usuários tenham sido comprometidos”, resumiu.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Mark-Zuckerberg-recupera-metade-do-dinheiro-que-perdeu-com-a-queda-do-Facebook

https://inmagazine.ig.com.br/post/Facebook-e-Instagram-vao-rotular-postagens-sobre-a-eleicao-presidencial-de-2022

https://inmagazine.ig.com.br/post/Fake-reproduzido-por-Bolsonaro-faz-Facebook-e-Instagram-retirar-do-ar-a-live-em-que-o-Presidente-associa-a-vacina-de-covid-19-a-Aids


A falha nos aplicativos ocorreu no dia 4 de outubro por volta das 12h45 da manhã (horário de Brasília) e se estendeu até às 18h40 da tarde. Os usuários retomaram a utilização dos apps a partir das 20h da noite. Muitos internautas se queixaram constantemente pelo ocorrido por meio de outras mídias digitais, como nos tuítes e trending topics do Twitter, e pelos vídeos e hashtags do TikTok.

 

Foto de destaque: Reprodução/Dado Ruvic.