Notícias

Fake reproduzido por Bolsonaro faz Facebook e Instagram retirar do ar a live em que o Presidente associa a vacina de covid-19 a Aids

25 Out 2021 - 14h18 | Atulizado em 25 Out 2021 - 14h18
Fake reproduzido por Bolsonaro faz Facebook e Instagram retirar do ar a live em que o Presidente associa a vacina de covid-19 a Aids

Jair Bolsonaro realizou uma live no facebook na última quinta-feira (21), em que dado momento ele relaciona a vacina de covid-19 a Aids, o tornando responsável por uma mentira já repreendida pela ciência. Já na manhã desta segunda-feira (25), não é mais possível acessar a live, pois as redes socias do Facebook e Instagram retirou do ar, seguindo a risca políticas da empresa em relação á covid-19.

Na live em questão, Bolsonaro mencionou uma sentença falsa, com base em relatórios inexistentes do Reino Unido, dizendo que "uma comparação de relatórios oficiais do governo sugere que os totalmente vacinados estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida muito mais rápido que o previsto".

Em nota, a rede social do Facebook disse que suas políticas "não permitem alegações" que as vacinas contra a covid matam ou causam danos graves.

Em março deste ano, as rede sociais chegaram a derrubar um vídeo em que o Presidente aglomera indevidamente durante um passeio em Brasília. Momento em que o Brasil estava em alta mortalidade nos registros de covid-19, com em média de 2.500 mortes diárias. 


Presidente Jair Bolsonaro tem live derrubada no Facebook e Instagram, após repercussão de falas falsas. Foto: Ueslei Marcelino/Reuters.


Após divulgar a desinformação pela live, o Presidente disse que não iria ler a íntegra da notícia, para evitar sanções das redes sociais: "Não vou ler pra vocês aqui, porque posso ter problemas com a minha live. Não quero que caia a live. Quero dar informações concretas".

A indignação de diversos indíviduos da sociedade foi grande. O infectologista especializado em saúde de pessoas LGBTQIA+, Vinicius Borges, rebateu o que foi dito pelo Presidente e afirmou que a causa da Aids é a desigualdade e falta de acesso à informação. "O que causa a Aids é a desigualdade, o preconceito e o estigma, perpetuando mitos como este sobre o HIV, impedindo as pessoas de se testarem e viverem bem", completou.

https://inmagazine.com.br/post/Lockdown-apenas-para-nao-vacinados-entra-em-discussao-na-Austria

https://inmagazine.com.br/post/Aumento-da-inflacao-afetam-aos-mais-pobres-na-alimentacao-e-ricos-nos-combustiveis

https://inmagazine.com.br/post/Wagner-Moura-em-entrevista-para-divulgar-Marighella-diz-esta-no-poder-um-psicopata

Veriano Terto, vice-presidente da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids, repudiou: "Mais uma vez, mais uma manifestação de ignorância e desserviço que o Presidente da República passa para a população brasileira, pois mais uma vez fomenta informações equivocadas, erradas, irresponsáveis sobre a Aids e a saúde em geral. Só demonstra a que tempos e que presidente nós temos para conduzir o destino do nosso país. Acho que com sua popularidade em queda ele precisa apelar cada vez mais para argumentos esdrúxulos, ignorantes para chamar atenção".

 

Foto em destaque: Reprodução

 

 

Mais Lidas