Celebridades

Famosas compartilham seu apoio à Klara após estupro

26 Jun 2022 - 09h15 | Atulizado em 26 Jun 2022 - 09h15
Famosas compartilham seu apoio à Klara após estupro

Klara Castanho, de 21 anos, decidiu compartilhar que após sofrer um estupro e engravidar, decidiu colocar o bebê para adoção. O caso que foi comentado em carta aberta nas redes sociais e atraiu a solidariedade de famosas.

Ana Paula Reanult, jornalista e ex-BBB criticou como “cruel” o posicionamento de algumas pessoas sobre a violência vivida por Klara.

“Quando uma decisão única e exclusiva da mulher passa a ser assunto público por divulgação maldosa e articulada de outra mulher, que não respeita nada nem ninguém, nos escancara o quão baixo e cruel o ser humano pode ser por ego e posicionamento político”, publicou em seu Twitter.


Mensagem de apoio de Thaís Araujo (Foto: Reprodução/@taisdeverdade/Twitter)


Paolla Oliveira, que já interpretou a mãe de Klara na novela Amor à Vida (2013) também compartilhou que estaria sempre ao lado da mais nova: “Filhota, você é muito especial e eu estarei sempre ao seu lado. Você é maior do que qualquer um ou uma que queira se promover ou promover o ódio com seu nome. Amo você. Sinta meu abraço. Sinta-se acolhida por todos que te respeitam. É o que importa sempre, focar no respeito, amor e na justiça.”

Outra mensagem veio da atriz Sophia Abrahão: “Sinto muito que você tenha passado por isso. Estou em choque e muito triste por terem feito você relembrar e reviver toda essa dor. Sinta-se acolhida! Sinta-se amada!”

Fernanda Nobre publicou um vídeo também se posicionou sobre o caso: “Por que o aborto é mais condenável e passível de crítica do que a violência do estupro num corpo feminino? Por que quem é contra o aborto diz que é prol, em defesa da vida? De que vida eles estão falando?”

A ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB) fez uma relação com o caso de estupro da menina de 11 anos que tinha sido impedida de abortar, em Santa Catarina.

“Uma menina de 11 anos é estuprada e tenta interromper a gestação. Outra, com 21, é estuprada e decide entregar o bebê para adoção. As duas são tripudiadas publicamente porque não é sobre aborto ou adoção. É sobre controle, violência e ódio contra as mulheres”, escreveu.

“Klara, não há o que falar, não há o que pensar. Só te confortar de alguma forma, da forma que podemos aqui distante. Você está se transformando numa mulher incrível e merece ser feliz. Fica bem. Estamos contigo”, compartilhou Fernanda Paes Lima.

Alguns homens também deixaram suas mensagens de apoio, como foi o caso de Jean Wyllis: “Te desejo muita força e saúde para seguir lidando com os danos dessa violência e da violência perpetrada pela imprensa de celebridades e as mídias sociais.”

 

Foto Destaque: Klara Castanho desabafou sobre violência sexual nas redes sociais. Reprodução/Instagram

Mais Lidas