Saúde e Bem Estar

Fiocruz sinaliza atraso na dose de reforço da vacina contra a Covid-19

17 Mar 2022 - 21h22 | Atulizado em 17 Mar 2022 - 21h22
Fiocruz sinaliza atraso na dose de reforço da vacina contra a Covid-19

Em um novo boletim, pesquisadores da Fiocruz também pedem cautela na flexibilização do uso de máscaras

A nota técnica divulgada nesta quarta-feira (16), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que um grupo etário alcançou, até o momento, o índice de 80% de cobertura vacinal com a dose de reforço contra a Covid-19. Segundo o boletim, o patamar não foi atingido nem mesmo entre os idosos, que foram os primeiros a receber a dose adicional. Na semana passada, o Ministério da Saúde divulgou que mais de 20,8 milhões de idosos já receberam a dose de reforço no país. O índice representa 66,61% das mais de 31,3 milhões de pessoas na terceira idade aptas para receber o reforço.


Nível de cobertura vacinal contra a Covid-19 não é homogêneo entre os grupos etários no país (Foto destaque: reprodução/ Rafaela Cascardo da CNN)

Na semana passada, o Ministério da Saúde divulgou que mais de 20 milhões de idosos já receberam a dose de reforço no país. O índice representa 66,61% das mais de 31,3 milhões de pessoas na terceira idade aptas para receber o reforço.

Os cientistas orientam também que, apesar da expectativa sobre o rebaixamento do status de pandemia a endemia por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS), é preciso ter cautela na tomada de decisões pelos gestores, especialmente na flexibilização do uso de máscaras e relaxamento do distanciamento físico.

Na última segunda-feira (14), o Rio de Janeiro completou uma semana da não obrigatoriedade em locais fechados. A cidade foi a primeira capital do país a permitir a retirada. A única medida sanitária para a Covid-19 ainda adotada no município é a cobrança do passaporte da vacina nos estabelecimentos comerciais do município.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a liberação teve como base os números de casos de Covid-19 na cidade e a cobertura vacinal. De acordo com os últimos dados do Painel Rio Covid-19, a taxa de letalidade pela doença está em 0,3%.

 

Idoso recebe dose de vacina contra a Covid-19Foto destaque: Reprodução/Breno Esaki/Agência Saúde DF

Mais Lidas