Esportes

Flamengo e Athletico-PR termina em confusão na Arena

02 Nov 2021 - 20h53 | Atulizado em 02 Nov 2021 - 20h53
Flamengo e Athletico-PR termina em confusão na Arena

A partida atrasada entre Athletico e Flamengo, realizada nesta terça-feira (02), terminou em confusão na Arena da Baixada, pelo Brasileirão. Ao término da partida que acabou empatada em 2 a 2, o clima ficou tenso entre jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes dos dois times.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Flamengo-cede-empate-no-fim-e-ve-sonho-do-tri-se-distanciar

https://inmagazine.ig.com.br/post/Torcida-e-fator-decisivo-para-Corinthians-no-Brasileirao

https://inmagazine.ig.com.br/post/Hamilton-quer-F1-de-volta-a-Africa-do-Sul

O clima de tensão esteve presente durante a partida, com provocações e discussões. A relação entre as equipes já vinha se desgastando após os jogos pela semifinal da Copa do Brasil, onde a equipe paranaense passou para a final.

Após o térmico da partida, Gabigol, do Flamengo, e Marcinho, do Furacão, saíram de campo abraçados. A cena gerou incomodo no técnico Alberto Valentim, que tentou afastar os jogadores um do outro, o que gerou uma confusão.

Posteriormente, o tumulto se estendeu a caminho do vestiário. Nas imagens da transmissão foi possível ver uma discussão entre o presidente do Athletico, Mario Celso Petraglia, e outros funcionários do clube com atletas do Flamengo.

Petraglia buscar tirar satisfações com Gabriel por provocações feitas pelo jogador em direção à arquibancada da Arena da Baixada, ao comemorar seus gols marcados na partida. O atleta, no entanto, segui em direção o vestiário. Os seguranças do time da casa interviram para acalmar os ânimos e acabar com a confusão.

Na partida, o Flamengo deixou uma vantagem de 2 a 0 escapar. Com gols de Gabigol, a equipe carioca foi para o intervalo em vantagem. No entanto, o furacão buscou o placar na segunda etapa. Renato Kayzer diminuiu e Guilherme Bissoli empatou aos 49 minutos.


 

Gabigol provoca torcedores na Arena da Baixada. (Foto: Joao Vitor Rezende Borba/AGIF)


O técnico do Flamengo, Renato Gaúcho, criticou a arbitragem após o jogo:

“A arbitragem passou dos limites. No lance do Kayzer, ele deveria ter sido expulso. Foi uma agressão por cima e por baixo. Tanto é que o juiz o expulsou na hora. E mais uma vez o VAR entrou em ação. Quando eu falo que o VAR apita o jogo, ninguém acredita. Aí tinha que fazer essa pergunta para o árbitro de vídeo. E ao mesmo tempo o do jogo. Mas eles não dão entrevistas. Eles vão embora. Na próxima rodada eles vão estar trabalhando de novo. Nós, que trabalhamos arduamente para buscar o resultado, somos os criticados.”

Foto destaque: Renato Kayzer comemora gol contra Flamengo. Gustavo Oliveira/athletico.com.br