Esportes

Flamengo se sente injustiçado no sorteio e entra em ação para decidir em casa na Copa do Brasil

20 Jul 2022 - 15h54 | Atulizado em 20 Jul 2022 - 15h54
Flamengo se sente injustiçado no sorteio e entra em ação para decidir em casa na Copa do Brasil

O Flamengo entrou com uma ação no STJD para tentar decidir em casa nas quartas de final da Copa do Brasil. Em sorteio realizado na última terça-feira (20), o clube se sentiu injustiçado na definição dos mandos.

A diretoria contesta que teve a sua posição invertida antes da definição dos mandos. A CBF tem um critério de não deixar clubes da mesma cidade jogarem a mesma eliminatória em um município. Com o Fluminense classificado, um teria que decidir em casa e o outro fora, e o Flu fará o jogo de volta, contra o Fortaleza, no Maracanã.

Outro motivo que o Flamengo protesta é de que esse critério não está no regulamento do torneio, e de que, nas oitavas de final, com a participação do Botafogo, dois clubes decidiram em casa no mesmo munícipio, e o Fluminense decidiu a vaga em Minas Gerais, contra o Cruzeiro.


Landim, revoltado, no telefone com o sorteio (Foto: Reprodução/Twitter)


Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, foi flagrado no telefone, irritado, conversando com um interlocutor chamado Júlio, sobre a decisão de decidir fora de casa.

"O critério foi feito para prejudicar meu time! Por que não inverte o Fluminense então?"

Cacau Motta, diretor de relações externas do Flamengo, falou de uma possível falha de comunicação, e de que iria recorrer ao jurídico.

"Acho que houve uma falha de comunicação. O que falta é comunicação e, para ficar uma coisa bem transparente, que esse critério esteja no regulamento. Quando não está no regulamento, você não se convence, mas, como já tem histórico desse critério de 2013 para cá e com o próprio Flamengo nas oitavas de final, você começa a entender. Agora está nas mãos do jurídico e do presidente essa questão. Se achar lesado, vai buscar seus direitos."

O pedido do Flamengo foi encaminhado ao presidente do STJD que irá analisá-lo.

Foto destaque: A taça da Copa do Brasil. Foto: Divulgação/CBF