Esportes

Flamengo x Palmeiras: o que há em comum entre os técnicos portugueses

20 Abr 2022 - 17h30 | Atulizado em 20 Abr 2022 - 17h30
Flamengo x Palmeiras: o que há em comum entre os técnicos portugueses

Nesta quarta-feira (20), o Flamengo enfrentará o Palmeiras pela terceira rodada do Brasileirão, às 19h30, no Maracanã. A partida conta com uma disputa dentro e fora de campo, pois as duas equipes possuem algo em comum: técnicos portugueses. Esse será o primeiro encontro entre Paulo Sousa, do Flamengo, e Abel Ferreira, do Palmeiras.

Vivendo momentos diferentes em seus clubes, os portugueses buscam pela vitória.  Paulo Sousa chegou ao rubro-negro esse ano, em pouco mais de quatro meses no Flamengo, o treinador vem tentando desenvolver a equipe e garantir o aproveitamento. Porém permanece na busca para conquistar a confiança de sua enorme torcida.


Paulo Sousa ainda trabalha para alcançar resultados com o Flamengo (Foto: Reprodução/Marcelo Cortes/Twitter)


Com o comando do português, o Flamengo perdeu a Supercopa e o Campeonato Carioca, que são títulos importantes. Mesmo diante da pressão após as derrotas, a diretoria do Flamengo afirma que acredita no trabalho de Paulo Sousa e a troca de treinador não é uma opção.

No Palmeiras, Abel Ferreira garante um ótimo momento. No comando da equipe a cerca de um ano e meio, o técnico já conquistou seis títulos, com destaque para duas Libertadores. Sem dúvidas por parte da torcida, o português já faz parte da história do clube.

A recente conquista do estadual, fez Abel ganhar mais evidência e mostrou o trabalho intenso que tem feito no alviverde. Abel Ferreira renovou seu contrato com o Palmeiras até o fim de 2024, garantindo a permanência no verdão.


Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, vive bom momento na carreira (Foto: Reprodução/DoentePFutebol/Twitter)


Apesar das diferenças, além da nacionalidade, outra coisa une os técnicos: o empresário. Paulo Sousa e Abel Ferreira têm a carreira administrada por Hugo Cajuda, que foi responsável pela vinda de ambos ao Brasil.

Em entrevista ao ge, Cajuda compartilhou a satisfação de poder trazer ao Brasil os profissionais e a importância de estarem em times que estão em destaque no cenário atual. “É máxima, é total a satisfação”, comenta o empresário.

Hugo Cajuda explica que o mercado vem mudando em todo o mundo, o que favorece a presença constante de técnicos de outros países no mercado brasileiro. Mas lembra que há muitos profissionais brasileiros, que oferecem excelentes trabalhos.

Sobre os portugueses, Cajuda ressalta como ambos encaram os desafios da profissão. “Vejo o foco total na profissão dos dois, na ambição de querer ganhar e fazer tudo que é possível. Ir sempre ao limite. É uma capacidade inesgotável de trabalho”, conta Cajuda.

Foto Destaque: Jogo marca duelo entre técnicos portugueses. Reprodução/ge