Notícias

Fortes chuvas em Alagoas deixa 56 mil desabrigados e causa 6 mortes

05 Jul 2022 - 19h28 | Atulizado em 05 Jul 2022 - 19h28
Fortes chuvas em Alagoas deixa 56 mil desabrigados e causa 6 mortes

Pelo menos seis pessoas morreram e 56 mil ficaram desabrigadas devido às fortes chuvas em Alagoas nos últimos dias. O balanço vem da Defesa Civil do Estado nesta segunda-feira, 4. Segundo a agência, 56 das 102 cidades do estado de Alagoas estão em situação de emergência.

Esta é a maior chuva que o estado registrou desde 2010. As fortes chuvas atingem a região desde maio, causando a inundação de vários rios, o governo federal confirmou 23 emergências locais, mas ontem acrescentou mais 15, e essas cidades podem solicitar recursos da coalizão para operações de socorro e assistência humanitária. Em junho, foram registrados óbitos em Coruripe, Palmeira dos Índios, Campo Alegre e São Miguel dos Campos.

Em União dos Palmares, uma das principais cidades de Alagoas, o abastecimento de água e energia elétrica está interrompido desde sábado. O prefeito de Kiel suspendeu a 32ª festa anual do milho que estava marcada para o fim de semana.


Moradores de Marechal Deodoro, na região metropolitana de Maceió, precisaram deixar suas casas por causas das chuvas intensas (Foto: Reprodução/Wellington Alves/Secom Marechal Deodoro)


Na cidade litorânea de Atalaya, o rio Parai Badumeo inundou no sábado, 2, e na segunda-feira, o prefeito da cidade anunciou os esforços de restauração. "O prejuízo ainda está sendo calculado e precisamos que todos se unam. Nossa equipe vai de porta em porta, registrando com fotos e relatando todas as situações que enfrentamos."

A pedido da prefeitura de Maceió, capital de Alagoas, o governador Paulo Dantas autorizou o uso de escolas públicas da região de Vergel para receber moradores de rua. Na segunda-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para 51 cidades de Alagoas, o estado deve receber entre 30 e 60 mm por hora ou entre 50 e 100 mm de chuva na terça-feira, segundo a agência federal.

 

Suporte à População

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, Alagoas recebeu neste ano cerca de 20 milhões de reais para investir em ações de enfrentamento aos desastres naturais. O ministro Daniel Ferreira e o cidadão Ronaldo Bento visitaram o estado nesta segunda-feira.

Bento informou que o governo federal deve esperar pagar benefícios de Benefício de Prestação Continuada (BPC) a 112 mil famílias alagoanas, segundo a agência de notícias brasileira ABR.

Funcionários do Ministério da Saúde e membros das Forças Armadas e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram mobilizados para ajudar órgãos do governo estadual a prestar socorro e assistência humanitária às populações afetadas. Além do uso de 3 aeronaves, mais de 200 integrantes do corpo de bombeiros e proteção civil estão auxiliando a população.

 

Foto Destaque: Agência Alagoas