Money

Frango vegano Hiper-realista é a nova carta que a Nestle tira da manga para conquistar mercado de carne vegetal

20 Nov 2021 - 17h30 | Atulizado em 20 Nov 2021 - 17h30
Frango vegano Hiper-realista é a nova carta que a Nestle tira da manga para conquistar mercado de carne vegetal

A empresa transnacional suíça do setor de alimentos e bebidas, Nestlé S.A., está focada em conquistar os consumidores que apreciam o o universo vegano. Mas a verdade é que muito desse foco está ligada ao alerta vermelho que mostrou que a empresa ja não é mais considerada a maior empresa de alimentos do mundo. Agora, ela precisa recuperar terreno e vai fazer o que for possível para voltar ao status de maior do planeta.

Chancelado pelo nome “Garden Gourmet” que da grife a nova linha vegana da Nestlé, e Sob o slogan “Saboreie a Vida”, a gigante agroaliemtar trabalha para oferecer agora aos veganos um frango feito a base de carne vegetal. A primeiro opção em carne vegetal oferecida pela marca foi em 2019 quando apresentou ao mercado seu hambúrguer vegano, 100% produzido com carnes vegetais.


Frango vegano é nova carta na manga da Nestlé. Foto (Reprodução/FiGlobalInsights)


Em outubro de 2021 outra novidade, dessa vez ovos e camarões feitos com proteína de soja e ômega-3, e algas marinhas, ervilhas e uma planta chamada konjac, da Ásia, respectivamente. O diretor-executivo, Mark Schneider disse que a companhia ambicionava possuir uma proteína vegetal que pudesse substituir todas as proteínas animais existentes. “Estamos em algo que é uma grande tendência de longo prazo, não um modismo de um trimestre ou de um ano”, disse Mark Schinneider.

A prova dessa afirmação feita pelo diretor-executivo da Nestle é o investimento que a empresa fez em uma strat-uo fabricante de frango vegano hiper-realista, eles tem osso e pele como o frango que você compra na padaria domingo.

Na sexta-feira, dia 19 de novembro, a marca suíças liderou a rodada de aportes de U$$ 4 milhões na Sundial Foods, start-up que desenvolve uma replica de carne de frango, ela fica sediada em São Francisco, estado da Califórnia.


Nestlé fecha parceria com start-up especializada na produção de frango vegano. Foto (Reprodução/Bloomberg)


A start-up não foi escolhida por acaso. A decisão ocorreu após a experiência de sucesso em uma colaboração mutua entre Nestlé e Sundial Foods, no período de seu programa de aceleração em pesquisa e desenvolvimento. Essa informação foi passada ao Busuness Insider, pelo porta-voz da transnacional suíça.

A Sundial Foods tem como especialidade da casa as asinhas de frango vegana, elaboradas para trazer para o paladar do consumidor uma experiencia completa, com pele e osso. A start-up utiliza uma tecnologia própria para desenvolver suas asas veganas, além de oito ingrediente básicos que são, água, grão de bico, óleo de girassol, soja e levedura tradicional.

Jessica Schwabach, co-fundadora da start-up, o valor do aporte será alocado para expansão da empresa e para comercialização do frango nos supermercados - agora o lançamento do frango será em março do ano que vem, antecipando a data prevista anteriormente.


Coxinha produzida pela Sundial Foods, nova parceira da Nestlé em busca da carne vegetal perfeita para o gosto do consumidor. Foto (Reprodução/SundialFoods/IndieBio)


“Nosso objetivo é criar uma experiencia que não seja apenas nutritiva, mas que também seja agradável, digna de virar o prato princopal na refeiçãoção do consumidor. É por isso que criamos a pele a base de plantas, para dar textura e crocância, e até o osso. Assim o consumidor pode aproveitar o prato de asa de frango com tudo que tem direito, menos o animal.”, afirmou Jessica.

A industria das carnes tem passado por uma revolução que está provocando alguns avanços motivados por alguns protestos realizados pelos defensores dos animais e o interesse de ganhar o mercado vegano, que afinal, compra com dinheiro. E marca desses avanços são as parcerias entre indústria e start-ups que buscam a realização de nomes como Beyond Meat e Impossible Foods,

A gigante suiça não podia ficar de fora, afinal, ela quer uma fatia desse bolo. E em julho formalizou uma outra parceira, a Future Meat Technoogies, de Israel, fabricante de carnes em laboratórios. Especula-se que o mercado global de alternativas à carne deve alcançar o preço de U$$ 23,2 bilhões até 2023. 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Garotas-Estupidas-No-dia-mundial-do-empreendedorismo-feminino-conheca-Camila-Coutinho-criadora-do-primeiro-blog-de-moda-brasileiro

https://inmagazine.ig.com.br/post/Obra-de-Frida-Kahlo-e-leiloada-por-U-349-milhoes-na-casa-Sothebys-em-Nova-York

https://inmagazine.ig.com.br/post/Conheca-a-historia-de-uma-das-mulheres-mais-respeitadas-do-Brasil-Renata-Vichi-de-estagiaria-a-presidente-da-kopenhagen

A fabricante realmente está investindo pesado para atender ao exigente consumidor vegano. E para agrada-lo cada vez mais ela ja até pensou na opção vegana para os amantes de chocolate, a versão “Kit Kit vegano”, prometendo o mesmo sabor e a mesma crocância na mordida, mas dessa vez feito com ingredientes à base de plantas e sem leite na sua composição. O único problema é que a edição é limitada.

 

Foto destaque. Reprodução/IndieBio