Esportes

Gabriel Medina não irá disputar as primeiras etapas da WLS

25 Jan 2022 - 13h00 | Atulizado em 25 Jan 2022 - 13h00
Gabriel Medina não irá disputar as primeiras etapas da WLS

Após ter um 2021 dominante e conquistar o tricampeonato mundial, o brasileiro Gabriel Medina decidiu abrir mão de disputar as etapas inicias da Liga Mundial de Surf (WLS) para poder cuidar de sua saúde mental e de uma lesão no quadril.

Medina teve diversos problemas pessoais no ano passado e rompeu relações com sua mãe e seu padrasto que cuidavam de sua carreira. Em um post em seu Instagram, o surfista admitiu não saber quando voltará a competir esse ano e que a decisão foi a mais difícil que já tomou na vida. 


Gabriel Medina e sua mãe (Foto:Reprodução/Instagram)


"Cheguei no meu limite. Tomei minha vacina durante as férias e achei que ia conseguir me preparar a tempo para a primeira etapa da nova temporada, que começa em um dos meus picos favoritos no mundo, Pipe. Não foi o caso. Decidi que não viajarei para o Hawaii e vou tirar um tempo para que eu possa me recuperar mental e fisicamente. Estou com uma leve lesão no quadril que venho tratando desde o final do ano passado. Somado ao corpo, tenho questões emocionais que estou precisando lidar. Venho de meses muito desgastantes."  Disse Gabriel Medina em post nas suas redes sociais.

Os problemas pessoais que Medina vem enfrentando o forçaram a tomar a decisão de não competir, o surfista rompeu os laços com seu padrasto e ex-treinador pouco antes da disputa das Olimpíadas, e foi para o Japão completamente sozinho após o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) barrar a ida de sua esposa Yasmin Brunet para a competição.

Além do afastamento de seu padrasto, Gabriel também rompeu laços com a sua mãe, segundo a reportagem feita pelo Olhar Olímpico, Medina descobriu que a mãe, responsável na época por administrar a carreira do surfista, tirava quase R$ 300 mil por mês do dinheiro que ele ganhava e ainda deixou diversas dívidas em nome da empresa deles. Além disso a mãe de Gabriel ainda ficou com o Instituto Gabriel Medina, pois alegou que o terreno estava no nome dela, a dor da traição da mãe e a perda da sua instituição abalaram bastante o surfista que ainda disputava as etapas da WLS na época.

Gabriel Medina não sabe quando irá retornar para poder defender seu título, a WLS terá 10 etapas na temporada regular, com a disputa do título mundial sendo disputado pelos 5 primeiros do ranking na WLS Finals, que acontece em setembro nos Estados Unidos.

Foto Destaque: Gabriel Medina com o Troféu da WLS  Reprodução/Pat Nolan/World Surf League