Notícias

Gasolina e diesel sofrem aumento pela Petrobras a partir de quarta-feira

11 Jan 2022 - 16h31 | Atulizado em 11 Jan 2022 - 16h31
Gasolina e diesel sofrem aumento pela Petrobras a partir de quarta-feira

Foi divulgado nesta terça-feira, 11, pelo IBGE que o IPCA fechou 2021 em 10,06% e que foi o mais alto nível de inflação desde 2015, e um dos seus maiores responsáveis foi combustíveis. O etanol ficou 62,23% mais caro, a gasolina subiu 47,49% e o óleo diesel teve alta de 46,04%.

De acordo com o comunicado da Petrobras nesta terça-feira, 11, os preços do diesel e da gasolina já vão iniciar o ano com um reajuste.

A Petrobras informou que a gasolina terá um ajuste de R$ 0,15, que passara de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro, tendo um aumento de 4,85%.

O valor do diesel sofrerá um ajuste ainda maior de R$ 0,27, passando de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, tendo um aumento de 8,08%.

Vale lembrar que o último ajuste de preços foi realizado em dezembro do ano passado, em que a Petrobras promoveu uma queda de 3,13%, passando de R$ 3,19 para R$ 3,09.

"Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes setores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras", informou o comunicado da Petrobras divulgado nesta terça.

 


Predio da Petrobras (Foto: Reprodução/Wagner Meyer/GettyImageNews)


No comunicado a Petrobras ainda afirma que “reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações para cima e para baixo, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais"

Já que desde 2016, a Petrobras passou a adotar uma política de preços que se orienta pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e pelo câmbio, o aumento é justificado por eles.

Nesta terça-feira, 11, o Brent estava sendo negociado em alta, acima de US$ 83, contra um preço médio de US$ 74,24 em dezembro. E o dólar é negociado em queda, abaixo de R$ 5,60.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/O-ano-de-2021-teve-a-maior-alta-da-inflacao-desde-2015 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Salario-minimo-sera-no-valor-de-R1212-no-proximo-ano 

https://inmagazine.ig.com.br/post/INSS-publica-novas-datas-para-prova-de-vida 


O que isso tudo afetará nos preços nos postos de combustíveis? Já na primeira semana de janeiro os preços deram uma reduzida, com exceção do diesel que teve alta, segundo levantamentos da ANP, Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Foto Destaque: Frentista em post de Combustivel. Reprodução/Ed Alves/CB/D.APress.