Saúde e Bem Estar

Gengiva e dentes: cuidar da saúde bucal diminui riscos, de Alzheimer a diabetes

14 Jul 2022 - 15h00 | Atulizado em 14 Jul 2022 - 15h00
Gengiva e dentes: cuidar da saúde bucal diminui riscos, de Alzheimer a diabetes

Os dentes e as gengivas têm um grande poder de influência na saúde do organismo e de todo corpo humano. Contudo, muitas vezes são esquecidos e colocados em segundo plano, mas, o que muitos não sabem é que não cuidar da saúde bucal, pode afetar e aumentar o risco de doenças como Alzheimer e diabetes, além de doenças cardiovasculares.

A estrutura dos dentes pode aumentar a produção de cáries, por serem encavalados ou mais desalinhados, dificultando a limpeza e causando inflamações nas inflamadas, é claro que, quaisquer dentes e gengiva que não seja bem cuidado e higienizado pode produzir cáries e inflamação. E não cuidar da saúde bocal pode agravar algumas doenças levando até à morte, a periodontite atualmente, se tornou uma das maiores preocupações dos especialistas, ao relacionarem as doenças como diabetes e Alzheimer.

A maior parte da população não sabe que têm essa doença, e só a percebem depois de estágios mais avançados. Sendo observada nos 40 anos ou 50 anos, de acordo com a pesquisadora sênior da faculdade de Odontologia da Universidade do Centro de Lancashire, no Reino Unido, Simk. Singhrao. 


Analise de Raio-x em consultório dentario. (Foto: Reproduão/Pexels)


O que é periodontite e qual sua influência em outras doenças?

A periodontite é uma infecção localizada que não é vista, na superfície, sendo a segunda doença mais frequente no mundo, depois das cáries. A doença afeta cerca de 47% dos adultos na faixa etária acima dos 30 anos, e a periodontite grave ou moderada aparece entre 65 anos. Na fase inicial ela causa inflamação superficial e depois suas bactérias se deslocam para baixo, formando bolsões nas raízes dos dentes, que corroem suas estruturas que precisam estabelecer os dentes.

Segundo o pesquisador: "Se você imaginar o fluxo sanguíneo como um ônibus, ele levará passageiros - como as bactérias da boca - para todas as partes do corpo", explica Singhrao. E desta forma: "Alguns irão desembarcar no cérebro, outros nas artérias e alguns, no pâncreas ou no fígado", então, se algum órgão tiver algumas vulnerabilidades ou os micróbios, continuarem presentes em um cuidado de rotina, as bactérias podem causar inflamação e agravarem outra doenças inflamatórias.

A periodontite se relaciona à várias doenças no mundo como: doenças cardiovasculares, diabetes, Alzheimer, obesidade, variados tipos de câncer, artrite reumatoide, Parkinson, pneumonia e complicações da gravidez. De acordo com o Palle Holmstrup, professor emérito do departamento de Odontologia da Universidade de Copenhague, na Dinamarca: "Todas as doenças inflamatórias estão conectadas e influenciam umas às outras", enfatiza.


Escovar os dentes correntamente é a melhor prevenção. (Foto: Reprodução/Pexels)


Como evitar a periodontite grave?

A professora de Saúde Global da Faculdade de Enfermagem Rory Meyers da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, Bei Wu, diz que a periodontite, quando é agressiva, causa declínios cognitivos e demência e explica que: quanto maior for a perda dos eu dentes, maiores são os riscos de demência e de declínios cognitivos.

Desta forma, para reduzir o risco de contrair a doença ou tratá-la da forma correta é preciso: "Se escovarmos nossos dentes adequadamente e tivermos boa higiene bucal, podemos evitar o surgimento da periodontite", diz Wu. No entanto, se a doença surgir e ser identificada nos primeiros estágios, fazendo raspagem e alisamentos das raízes, os micróbios podem ser retirados da superfície inferior dos dentes e até mesmo acima e abaixo da linha da gengiva.

Já em casos graves, a solução pode incluir um tratamento cirúrgico, "o que significa que você solta o tecido mole da gengiva, limpa as superfícies das raízes e coloca o tecido de volta", segundo Palle Holmstrup. Além disso, o recomendado é sempre ter uma rotina frequente de idas aos dentistas, com avaliações e procedimentos para garantir a saúde bucal e do seu corpo como prevenção para afetar outras doenças.

Foto destaque: Cuidados com gengiva e dentes. Reprodução/Pexels