Esportes

Germán Cano ameniza saída de Fred e se coloca à disposição como novo artilheiro tricolor

12 Jul 2022 - 09h40 | Atulizado em 12 Jul 2022 - 09h40
Germán Cano ameniza saída de Fred e se coloca à disposição como novo artilheiro tricolor

Após despedida do ídolo Fred, é normal o torcedor do Fluminense sentir um vazio da ausência após uma história de amor que durou mais de uma década. Porém, Germán Cano, credenciado a ser o novo “homem-gol” do time, traz uma tranquilidade ao torcedor que se despediu do seu eterno camisa 9. O argentino chegou ao clube no início do ano, após uma boa passagem pelo Vasco da Gama, o camisa 14 lidera o ranking de artilheiros nesta temporada em todas as divisões do futebol brasileiro, com 26 gols em 43 jogos. Cano vem deixando boas impressões aos torcedores do Fluminense e vem se candidatando a um dos protagonistas dessa nova era “pós-Fred”.

O primeiro jogo dessa era, sem seu maior artilheiro, vai ser justo na competição em que Fred detém o título de artilheiro da competição: a Copa do Brasil. O Fluminense joga contra o Cruzeiro no mineirão, às 21h (de Brasília), pelo jogo de volta das oitavas de final, no jogo de ida o Flu ganhou de 2 a 1, levando a vantagem de um gol para Belo Horizonte. Cano terá mais uma oportunidade de mostrar a que veio e, quem sabe, garantir um lugar de ídolo no clube.

“Germán é um cara que já caiu nas graças da nossa torcida, é um ídolo nosso, já deu um título, o Carioca, ele destruiu nas finais. É um cara que é um dos primeiros a chegar, trabalha e tem prazer de vestir essa camisa. Estou em paz", disse Fred em sua coletiva de despedida.


Cano comemorando gol em homenagem a Fred (Foto:Reprodução/Marcelo Gonçalves)


Após duas temporadas no Vasco, Germán Cano chegou em 2022 como reserva de luxo para Fred, mas logo na primeira oportunidade como titular, não largou mais a oportunidade e se tornou rapidamente um dos protagonistas do time.

Fred sofreu uma lesão no jogo de ida contra o Millionarios (COL), na segunda fase da Pré-Libertadores, foi aí que o camisa 14 teve a oportunidade de jogar mais tempo e não largou mais. Desde então firmou-se de vez como titular e ganhou o coração de boa parte da torcida que hoje se dizem “viciados em fazer o ‘L’”.

“Cano além de tudo, é um cara que me surpreendeu na perseverança. Eu lembro do Cano quando ele chegou, dos treinamentos dele, da entrega. Sempre calado. Às vezes tem coisas que a gente não consegue perceber, só quem está lá no dia a dia. Se vocês observarem onde o Cano joga os 90 minutos, ele joga de área a área. Rouba bola. Jogo passado ele estava cobrindo o Nino, zagueiro. Eu nunca conseguiria fazer o que ele está fazendo", afirmou Fred.

Maior goleador do Brasil, Cano é artilheiro do Brasileirão com 10 gols e vice-artilheiro da Copa do Brasil com 3. O jogador também já é o segundo maior artilheiro estrangeiro do Flu, atrás apenas de seu compatriota Doval, que fez incríveis 39 gols pelo tricolor carioca em 1976.

Cano também lidera o ranking de participações em gols na temporada entre os jogadores estrangeiros das equipes da Série A. Já são 28 gols no ano com o envolvimento direto do argentino, somando, em 46 jogos, 26 gols e duas assistências.

Desde a chegada do técnico Fernando Diniz, Cano tem sido ainda mais efetivo. Em 17 jogos no comando de Diniz, o artilheiro balançou as redes 15 vezes, uma média de 0,88 até aqui.

Foto Destaque: Cano substituindo Fred em último jogo do ídolo, Reprodução/Marcelo Gonçalves/Fluminense FC