Esportes

Goleiro do Corinthians e esposa recebem ameaças de morte e o caso vai parar na delegacia

07 Abr 2022 - 16h30 | Atulizado em 07 Abr 2022 - 16h30
Goleiro do Corinthians e esposa recebem ameaças de morte e o caso vai parar na delegacia

Cássio, goleiro do Corintians, recebeu ameaças de morte nesta quinta-feira (06), supostamente de um torcedor, e foi a uma delegacia registrar Boletim de Ocorrência. Em nota oficial, o clube paulista repudiou as agressões e afirmou também ter recorrido a Polícia. 

As ameaças chegaram até o goleiro por meio do personal trainer de sua esposa, Janara Sackl, que recebeu áudios e fotos. Essas mensagens foram enviadas pelo Instagram, e partiram de um perfil identificado como, $heik Caçador. Ao perceber a gravidade da situação, o personal imediatamente comunicou a Janara.  Em uma das imagens, aparecem um revólver e balas em cima de uma camisa do Corintians  

”Ou esse vagabundo pede para sair, ou a coisa vai ficar mais embaixo. Pode mostrar, pode mostrar essa porra. Esse é o recado que ‘nóis’ tá dando”, diz o autor das ameaças em um dos áudios. 


 Arma sobre camiseta do clube (Foto: Reprodução/ge) 


Nos áudios, há diversos xingamentos ao jogador e à sua esposa. O autor das ameaças diz que vai encontrar os dois, caso o goleiro não peça para sair do atual time.

“É questão de tempo. Não sei o que a gente vai fazer, matar eu não sei, mas vamos achar e esculachar. E pode dizer que estamos fechados com o português (o técnico Vítor Pereira), entendeu? Não com vagabundo paneleiro. O recado vale para todos”, diz o autor das ameaças.


Print com ameaças a Cássio feito pelo celular do personal (Foto: Reprodução/ge) 


Ao saber das ameaças,  Cássio procurou uma delegacia, e, segundo sua esposa, o goleiro "está arrasado". Janara também ficou muito assustada e excluiu sua conta no Instagram.  

Outro jogador citado nos áudios é o zagueiro Gil. 

O recado vale para todos, você entendeu, filhão? Pode repassar que do Gil nós tá quase encontrando, o do Gil está quase no pente. Tá bom, filhão? Relaxa. Mas o principal é desse vagabundo aí do Cássio, tá bom? Então fique em paz, nada contra você, contra a sua pessoa, mas a caminhada é essa. Nós é tudo pelo Corinthians”,  diz o autor das ameaças em outro trecho. 

Em nota, o Corinthians diz o seguinte: 

"O Sport Club Corinthians Paulista repudia veementemente as ameaças de morte e violência feitas ao goleiro Cássio e sua família por meio de mensagens enviadas em uma rede social. 

A cobrança pacífica à equipe por resultados faz parte da cultura do futebol, porém, quando a vida de qualquer um é colocada em risco, o protesto se torna crime e não pode passar impune. 

O Clube já acionou a Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (DRADE) e outros departamentos para tomar todas as medidas cabíveis e assim garantir a segurança de todos os atletas. É lamentável esse tipo de atitude. Isso é crime e deve ter punição." 

Durante a manhã, torcedores organizados do clube foram ao CT Joaquim Grava, onde a equipe treinava para a estreia no Brasileirão, onde o Corinthians enfrenta o Botafogo neste domingo domingo (10), fora de casa. 

O grupo formado por 14 homens foi autorizado a entrar no local. Eles conversaram com alguns dos jogadores mais experientes do elenco como Cássio, Fagner, Willian, Gil, Fábio Santos e Paulinho e marcaram algumas cobranças a eles. Também conversaram com o técnico Vítor Pereira, o presidente Duilio Monteiro Alves e os dirigentes responsáveis pelo futebol, Roberto de Andrade e Alessandro. Durante a conversa, os 14 torcedores manifestaram apoio ao treinador. 

 

Foto destaque: Cássio em campo/ Fonte: Getty Images 

Mais Lidas