Esportes

Grupo City faz proposta de compra de R$ 1 bilhão ao Atlético-MG

07 Mar 2022 - 19h50 | Atulizado em 07 Mar 2022 - 19h50
Grupo City faz proposta de compra de R$ 1 bilhão ao Atlético-MG

O Atlético-MG recebeu uma proposta de R$ 1 bilhão do grupo de investidores que dirigem o Manchester City. A oferta não agradou a cúpula atleticana, que ainda estuda a abertura de uma SAF e negocia com potenciais sócios. City Football Group procura um carro-chefe para ser seu representante na América do Sul.

O Grupo City está interessado em ampliar seus negócios no futebol do continente sul-americano, O City Football Group, dono do Manchester City e de vários outros clubes pelo mundo, fez uma proposta de compra ao clube mineiro. A oferta chega na casa de R$ 1 bilhão e inclui a aquisição de 51% de potencial clube-empresa atleticano, que seria criado com a estrutura Sociedade Anônima de Futebol (SAF).

A princípio a oferta não foi de agrado para a cúpula de futebol do Atlético Mineiro. Os dirigentes consideram que o valor oferecido ainda é baixo. Eles trabalham com um valor estimado próximo dos R$ 2 bilhões. Houve uma reunião entre os representantes do clube mineiro e Ferran Soriano, CEO do grupo inglês, a cerca de duas semanas atrás. As informações foram confirmadas por três interlocutores diferentes.


Atlético-MG atual campeão brasileiro e da Copa do Brasil. (Foto:Reprodução/Perfil Oficial Atlético-MG)


Em meados de novembro de 2021, os empresários Rubens e Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador viajaram até Manchester, na Inglaterra, onde puderam conhecer a estrutura dos ingleses.

Embora o Atlético Mineiro tenha um dos elencos mais caros do futebol brasileiro atualmente, o clube está em uma posição financeira considerada frágil. As dívidas do Galo bateram a marca de R$ 1.3 bilhão em junho de 2021, fechamento do balancete mais recente disponibilizado no site do clube. Os dirigentes entendem que é necessário um processo convencional de recuperação financeira e de redução de dívidas por meio de uma gestão austera.

Já para o City Football Group a compra do Atlético seria importante para o projeto de ampliar a marca City no continente sul-americano, o grupo já conta com 11 clubes em diferentes continentes, nos quais a companhia possui participação majoritária ou parceria.

O grupo é acionista majoritário dos seguintes clubes:

  • Manchester City (Inglaterra)
  • New York City (Estados Unidos)
  • Melbourne City (Austrália)
  • Mumbai City FC (Índia)
  • Lommel SK (Bélgica)
  • ESTAC Troyes, (França)
  • Montevideo City Torque (Uruguai)

Também há participações minoritárias em:

  • Yokohama F. Marinos (Japão)
  • Girona (Espanha)
  • Sichuan Jiuniu (China)

 

Foto destaque: Atlético-MG recebe proposta bilionária do Grupo City. Reprodução/Twitter.