Cinema/TV

HBO defende a produção de ‘Euphoria’ após denúncias de maus-tratos de figurantes

05 Mar 2022 - 11h30 | Atulizado em 05 Mar 2022 - 11h30
HBO defende a produção de ‘Euphoria’ após denúncias de maus-tratos de figurantes

HBO se pronunciou depois da denúncia de maus-tratos no set da segunda temporada de  “Euphoria”.  Figurantes e outros membros de elenco publicaram no  site norte-americano, The Daily Beas, críticas sobre o tratamento de Sam Levinson durante as gravações. A emissora afirmou que seguiu todas as diretrizes estabelecidas pelo SAG-AFTRA, o sindicato de atores em Hollywood.

Em resposta publicada pelo site The Verity, a HBO reforça que os protocolos foram seguidos e que não houve nenhuma reclamação formalizada contra essa produção em específico:

"O bem-estar de nosso elenco e equipe são sempre as prioridades de nossas produções. Euphoria seguiu todas as diretrizes de segurança dos sindicatos. Não é incomum que séries dramáticas tenham filmagens complexas, e os protocolos de prevenção da covid-19 adicionaram uma camada a mais nisso. Sempre mantemos uma linha de comunicação aberta com os sindicatos, incluindo o SAG-AFTRA. Não houve nenhuma reclamação formal realizada contra esta produção em específico".

Mas o texto divulgado no The Daily Beast contradiz a nota de esclarecimento da HBO diretamente. Nos depoimentos, é dito que foram feitas várias reclamações formais contra os produtores de “Euphoria” diretamente ao SAG-AFTRA.

As reclamações foram tantas, inclusive, que um representante do sindicato visitou as filmagens em certo ponto" informou uma fonte segura ao Verity.

As acusações feitas pelos membros de equipe incluíam horas de filmagem sem permissão para ir ao banheiro ou comer.

Eu entendo que estou fazendo um trabalho de fundo”, expressou um ator de fundo ao The Daily Beast. “Não sou a pessoa mais importante lá, sei onde estou no totem. Mas chegou a um ponto em que eu estava tipo, ainda sou uma pessoa, ainda sou humana. Por favor, deixe-me ir ao banheiro, não me diga que não posso ir por 30 minutos ou me diga que não posso comer um lanche quando você não vai me alimentar e são 4 da manhã. Nós não existíamos como pessoas”.


Sam Levinson, o diretor de "Euphoria". (Foto. Reprodução/Getty Images)


Outro ator de fundo reclamou da má organização do diretor Sam Levinson.

acho que ninguém sabia o que estava acontecendo”, disse o ator “Houve vezes, depois de 14 horas, nos disseram: 'Esta é a última cena, terminamos depois do almoço', almoçamos, esperamos cerca de duas horas e meia e depois voltamos ao set. Foi tóxico para mim porque acho que ninguém estava realmente feliz por estar lá”.

Uma fonte da produção acrescentou “Os atores de fundo estavam escondidos nos arbustos para que assim não precisassem ir ao set. Havia literalmente pessoas se escondendo para não serem escolhidas para entrar nessas cenas de fundo, porque não havia direção. Você não sabe quanto tempo vai ficar no set – pode levar 30 minutos, mas pode ser três horas. Porque, novamente, não há noção do que estamos fazendo”.

Vale lembrar que não é a primeira vez que a direção de Levinson é questionada.  Pelo menos quatro atrizes, Sidney Sweeney, Minka Kelly, Chloe Cherry e Martha Kelly, expressaram desconforto em cenas de tensões sexuais entre os personagens e nudez em excesso.   Na ocasião, o diretor concordou em reduzir.


As atrizes Sidney Sweeney, Alexa Demie e Barbie Ferreira na segunda temporada de "Euphoria" (Foto. Reprodução/HBO)


Um porta-voz do sindicato dos atores, SAG-AFTRA, disse ao The Daily Beast : “Todos os atores devem se beneficiar das proteções que nossos membros desfrutam, e as empresas de produção assinadas com nossos acordos precisam seguir nossos protocolos de segurança, regras salariais e de horas e outras proteções – independentemente do status sindical de um ator”.

“Euphoria” é uma das séries de mais audiência da HBO. É a segunda séria mais assistida da emissora, só perde para “Game of Thrones”. A produção de foi renovada para uma terceir temporada com previsão de estreia em 2024.

 

Foto Destaque: Zendaya como a personagem Rue em "Euphoria". (Foto. Reprodução/HBO)