Notícias

João de Deus é condenado a mais de 44 anos de prisão

26 Nov 2021 - 07h01 | Atulizado em 26 Nov 2021 - 07h01
João de Deus é condenado a mais de 44 anos de prisão

João Teixeira de Castro foi condenado por estrupo, sendo dois deles de vulneráveis. O tribunal de Justiça de Goiás publicou nesta quinta-feira (25) a decisão de que o médium será condenado a 44 anos de prisão e alguns meses de reclusão, além de multas e indenizações que as vítimas devem receber.

Os últimos meses foram movimentados acerca da condenação de João de Deus como era conhecido. Desde 2018 as vítimas começaram a alegar os estupros que estavam sofrendo, a princípio o então acusado conseguiu se defender por falta de provas, mas quanto mais relevância o assunto conseguia, mais mulheres se posicionavam fazendo que as diversas denuncias pudessem ganhar a atenção da justiça, e foi assim que sucedeu as prisões de João, após o estudo de todas as alegações apresentadas, as violentadas conseguiram que a justiça determinasse a prisão do médium.

 


Vídeo: Série documental sobre João de Deus. Divulgação/Netflix.


 

As vítimas iam até o local onde o João prestava atendimento na Casa Dom Inácio de Loiola localizada em Goiás, a busca por ajuda espiritual desnorteou as vítimas que se chocaram ao entender o que estava acontecendo, durante os atendimentos espirituais.

Foram centenas de denúncias acometidas por João, as vítimas relatam o que passaram e o motivo pelo qual permaneceram reclusas em meios aos abusos, “uma avalanche de sentimos” foi o que uma das vítimas relatou, além da descrença acerca de suas palavras, uma das denunciantes alega “que provas eu teria para provar que ele abusou de mim? Se até meus pais acreditavam nele”. E termina a denúncia de uma forma um tanto estarrecedora “Ele roubou parte da minha vida”.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Justica-condena-filhos-de-Flordelis-por-morte-do-pastor-Anderson-do-Carmo

https://inmagazine.ig.com.br/post/14-Assaltantes-invadem-loja-da-Louis-Vuitton-e-causa-grande-prejuizo-a-marca-de-grife

https://inmagazine.ig.com.br/post/Passaporte-de-vacinacao-pode-se-tornar-obrigatorio-na-cidade-de-Sao-Paulo

A defesa do médium conseguiu prisão domiciliar por conta da pandemia e sua defesa ainda alegou sobre o estado físico em que o acusado se encontra com sues mais de 80 anos de idade além de doenças crônicas comprovadas pela defesa, porém após novas denúncias sendo apresentadas João largou a tornozeleira eletrônica e voltou para o complexo prisional de Aparecida do Norte, o condenado agora terá de cumprir a pena.

 

Foto destaque: Condenação de João Teixeira de Castro. Reprodução/Veja.