Celebridades

Juíza reduz uma parte da indenização que Amber Heard deve paga para Johnny Depp

02 Jun 2022 - 10h31 | Atulizado em 02 Jun 2022 - 10h31
Juíza reduz uma parte da indenização que Amber Heard deve paga para Johnny Depp

O júri do Tribunal do Condado de Fairfax condenou Amber Heard a pagar o valor de US $15 milhões ao ex-marido Johnny Depp em alegação do processo de difamação movido por ele. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (02). Porém, na realidade, a atriz terá que pagar pouco mais de US $8 milhões.

A indenização foi dividida em US $10 milhões como medidas compensatórias por difamar Johnny e mais US $5 milhões como medidas punitivas. O último valor foi reduzido, ao final da leitura do veredito, pela juíza Penney Azcarate, que seguiu o teto máximo para indenizações de caráter punitivo no estado da Virgínia, portanto, o valor passa a ser de US $350 mil.

Além disso, Depp também foi condenado a pagar US $2 milhões por difamar Amber Heard. Sendo assim, o valor de US $15 milhões foi reduzido a US $8,35 milhões.


Veja o vídeo do momento em que Amber Heard escuta o veredito (Vídeo: Reprodução/YouTube)


A vitória a Johnny Depp veio de suas três alegações de difamação contra Amber. A defesa do ator alegou que a atriz o difamou em três pontos de um artigo publicado pelo jornal Washington Post em 2016. Os pontos que foram considerados difamatórios são: o trecho em que Heard afirma que falou "contra a violência sexual - e enfrentei a ira da nossa cultura"; em outro trecho a atriz escreve que "dois anos depois, eu me tornei uma figura pública representando o abuso doméstico, e senti a força da ira de nossa cultura contra mulheres que denunciam"; e por fim, a parte em que alega que "eu tive o raro ponto de vista, em tempo real, como as instituições protegem homens acusados de estupro."

Heard ganhou em uma das três alegações que fez. Segundo o júri, foi difamação a afirmação feita por um dos advogados de Depp de que uma visita da polícia à casa do casal foi uma "emboscada" criada por ela. Por isso, a atriz vai receber US $2 milhões em medidas compensatórias, mas não haverá indenização por medidas punitivas.

 

Foto de Destaque: Amber Heard e Johnny Depp no tribunal. Reprodução/EPA.