Celebridades

Kanye Ye West se recusa a assinar os papéis do seu divórcio com Kim Kardashian

08 Fev 2022 - 12h30 | Atulizado em 08 Fev 2022 - 12h30
Kanye Ye West se recusa a assinar os papéis do seu divórcio com Kim Kardashian

O ex-casal Kanye Ye West e Kim Kardashian estão passando por águas conturbadas. Separados desde o final de 2021, os papéis de separação estão paralisados na justiça americana pois o rapper se recusa a assiná-los. 

"Kim ainda está tentando ter o status de 'casada' dissolvida e mudá-lo para 'solteira' antes de finalizar o divórcio, mas Ye ainda precisa assinar. Andar com esse divórcio não é algo que ele queira fazer rapidamente, apesar dos esforços de Kim", disse uma fonte próxima ao casal. 

A influencer digital está com os papéis de divórcio prontos desde dezembro de 2021, afim de agilizar o processo de remoção de sobrenome do seu ex-marido e também mudar o nome da sua marca de perfumes e maquiagem SKIMS. 

Desde a separação, o casal vem discutindo nas redes sociais sobre seus filhos (4 no total), principalmente sobre Kanye visitá-los. No último final de semana, em um post do Instagram, o rapper falou sobre a filha mais velha de 8 anos estar usando o TikTok, que ele desaprova.  

"Como esse é meu primeiro divórcio, preciso saber: o que eu devo fazer sobre a minha filha estar no TikTok contra a minha vontade?", disparou o cantor, que publicou um vídeo da menina no aplicativo de vídeos porém logo depois apagou. 

Horas depois, Kim publicou um texto rebatendo Kanye. "Os constantes ataques de Kanye em entrevistas e nas mídias sociais está machucando mais do que qualquer TikTok que North possa criar. Eu estou fazendo o melhor para proteger a minha filha, enquanto também permito que ela explore a criatividade em um meio que ela quer, com supervisão de um adulto. Isso a traz felicidade. O divórcio é difícil o suficiente para as nossas crianças e a obsessão de Kanye com controle está só nos machucando mais. Desde o início eu só quero ser uma mãe que apoia seus filhos, e me deixa triste que Kanye continua fazendo de tudo para impedir isso. Eu gostaria de lidar com as questões sobre nossos filhos em particular e espero que ele possa se entender com o terceiro advogado que ele teve no último ano para resolver as questões." 

Ainda sobre o caso do TikTok de North, ele compartilhou e apagou logo depois também prints de uma conversa com uma prima da Kardashian sobre o assunto. Nas fotos, a parente da socialite concorda com o posicionamento de West, mas logo em seguida corta po assunto para a marca de tenis Yeezys e diz não ser o momento certo para falar sobre a sua marca. 

"Oi, como você está? Espero que tudo esteja bem com você e as crianças. Vi seu post no Instagram sobre o TikTok e sua filha. Fico feliz em compartilhar o que sei sobre isso, já que sou uma mãe solo e quero manter minhas crianças fora da internet. Ligue-me ou me diga se você quer informações. Espero ver vocês todos em breve."

Na publicação Kanye expõe a situação: "Este é um exemplo da prima de Kim concordando comigo sobre o TikTok e, então, me pedindo uns Yeezys depois. A outra prima dela, Kara, me ligou dizendo que concordava comigo e aí disse que se manifestaria publicamente, o que ela nunca fez. Então, ela sugeriu que eu tomasse medicamentos. Meu pai não tinha dinheiro ou uma voz pública quando minha mãe me destruiu e destruiu o relacionamento dele. Faço isto por todos os pais de qualquer lado cujos filhos estão sendo controlados por uma parte."


(Foto: Reprodução/Dimitrios Kambouris/WireImage)


E as discussões não param por aí. Com essa declaração pública de Kim, o pai de seus filhos fez um post ácido afirmando que a ex diz que ele deu um golpe nela. “Ontem Kim me acusou de dar um golpe nela. ENTÃO DEIXA EU ENTENDER ISSO: EU IMPLORO PARA IR À FESTA DAS MINHAS FILHAS E SOU ACUSADO DE ESTAR DROGADO, DEPOIS VOU BRINCAR COM MEU FILHO E LEVO MINHAS GRAPHIC NOVELS DE AKIRA E SOU ACUSADO DE ROUBAR. Essas ideias podem realmente fazer alguém ir preso! Elas brincam com isso com vidas de homens negros liberando-os ou prendendo-os. Não estou mais falando das minhas crianças negras", disse ele no post o qual logo depois apagou também. 



Em resumo, Kanye se irritou pela forma que foi proibido de entrar na festa das suas filhas North e Chicago, e teve que fazer teste de drogas para entrar e não ter recebido o endereço da festa. Em outro momento, a filha North disse que queria mostrar algo ao papai mas declarou que “papai não pode entrar em casa”. Em sua defesa, um informante disse sobre KLim que “É a casa dela. Kanye não pode simplesmente vir sem avisar e foi isso que aconteceu."  

Em última análise sobre o uso de redes sociais dos seus filhos Kim postou em seus stories a seguinte declaração: "Os ataques constantes de Kanye em entrevistas e nas mídias sociais são realmente mais dolorosos do que qualquer TikTok que North poderia criar. Como responsável, que é a principal provedora e cuidadora de nossos filhos, estou fazendo o meu melhor para proteger nossa filha, ao mesmo tempo em que permito que ela expresse sua criatividade no meio que desejar com a supervisão de um adulto - porque isso lhe traz felicidade" As regras sobre as atividades de mídia social dos filhos do ex-casal podem ser decididas como parte de um futuro acordo de custódia. "O divórcio é difícil o suficiente para nossos filhos e a obsessão de Kanye em tentar controlar e manipular nossa situação de forma tão negativa e pública só está causando mais dor para todos". Completou a partipante de Keep Up with de Kardashians 

Dessa forma, até Kanye assinar os papéis, essa é a ponta do iceberg das discussões do ex-casal Kardashian-West. 

Foto Destaque: Reprodução/Danny Moloshok/Reuters

 

Mais Lidas