BBB

Linn é chamada por pronome masculino em mensagem anônima e a internet se revolta

22 Jan 2022 - 18h40 | Atulizado em 22 Jan 2022 - 18h40
Linn é chamada por pronome masculino em mensagem anônima e a internet se revolta

A participação de Linn da Quebrada no Big Brother Brasil 22 começou há apenas dois dias e já gerou diversos debates tanto dentro quanto fora da casa mais vigiada do país.

Além de alguns participantes já terem se referido a ela usando pronomes masculinos e do debate sobre o uso do termo “traveco”.

A participante recebeu uma mensagem anônima no painel do queridômetro: “Está solteiro? Tem alguém perguntando aqui kkkk”

Vale lembrar que Linn se define como travesti e ela não reagiu a mensagem recebida e exibida no telão principal onde aparece o queridômetro.


Foto oficial da participante Linn da Quebrada (Foto: Reprodução/Instagram)


Porém, o uso do termo no masculino não passou desapercebido pelo público nas redes sociais que está cobrando um posicionamento da produção do programa e dos patrocinadores do BBB 22 sobre a transfobia que a participante tem sofrido na casa.



Reação da internet ao torpedo


O público têm comentado nas redes sociais que a participante Linn da Quebrada merece e colocou a frase “Linn merece respeito” como assunto mais comentado no Twitter de hoje. 



Vale ressaltar também que o autor do torpedo não é conhecido até o momento, visto que eles são anônimos e são feitos no confessionário durante o Raio-X.

 

Linn fala sobre o uso do termo “traveco”

Ontem (21) a participante foi abordada pelo participante Rodrigo Mussi após ele usar o termo “traveco” durante a madrugada. A participante falou sobre o uso pejorativo do termo. Confira o vídeo.


Trecho da conversa entre Linn e Rodrigo


Linn é a segunda participante trans a participar do Big Brother Brasil e o público comemorou demais a entrada dela na casa. Linn é uma artista multifacetada e agitadora cultural (como ela se define) e merece respeito.

Sua participação no BBB 22 está sendo vista como muito necessária para que o público entenda um pouco da vivência trans no nosso país.

 

Foto destaque: Reprodução/Instagram