Esportes

Lisca é apresentado no Santos e conta sobre os últimos momentos no Sport

21 Jul 2022 - 17h00 | Atulizado em 21 Jul 2022 - 17h00
Lisca é apresentado no Santos e conta sobre os últimos momentos no Sport

O técnico Lisca, agora no Santos, concedeu entrevista coletiva de apresentação no novo clube e abordou diversos temas. O treinador, que ficou no Sport por quatro jogos, chegou ao Santos com a missão de colocar o Peixe entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Em suas primeiras palavras como novo técnico da equipe paulista, Lisca falou sobre a chance que tem em mãos: 

"É uma evolução enorme, oportunidade de ouro, pela dimensão do Santos, que é mundial. O Santos se confunde com a história do futebol brasileiro. É um orgulho enorme, um momento especial da minha carreira. Tive orgulho de todos os clubes, todos têm sua grandeza. O Sport é gigante também. A evolução é gritante. Tenho certeza de que (um dia) vou sair do Santos, não sei quando, então espero aproveitar ao máximo." disse o treinador.

Lisca, que foi anunciado na última quarta-feira, (20), chegou a comparecer à Vila Belmiro para assistir a partida entre Santos e Botafogo. Na manhã desta quinta, o técnico promoveu seu primeiro treino no novo clube. 



O treinador também falou sobre seus últimos momentos no Sport, time que treinou por apenas três semanas. Em seu último jogo como treinador do time pernambucano, Lisca foi hostilizado pela torcida, que já sabia de um possível acerto dele com o Santos. Após o jogo, a diretoria do Leão o proibiu de se despedir dos jogadores. 

"Quero mandar um abraço a todos os jogadores, porque fui proibido de ir lá me despedir. Todos praticamente me ligaram. Durante o jogo, surgiu a notícia de que eu já estava acertado. E como a torcida do Sport gosta muito de mim, ficou revoltada, e reagiu de uma forma que eu não esperava. Esperava que eles cantassem “fica, Lisca”, e eles falaram “vai, Lisca”. A atitude, como aconteceu, facilitou minha decisão. Eu viria de qualquer jeito, era uma definição minha, mas eu precisava conversar com a diretoria do Sport. Quando chegou tudo aquilo, ficou inviável. Eles queriam que eu ficasse. Eles ficaram chateados. Houve uma situação que saiu do controle. Optei, por gestão de carreira, a dar esse passo, sem desrespeitar o Sport." contou o técnico do Santos. 

Lisca declarou que a equipe do Santos precisa evoluir muito e contou um pouco sobre suas ideologias na beira do campo.

"Tem muita coisa para trabalhar, e isso me motivou muito para vir para cá. Temos jogadores com potencial, mas não temos uma equipe forte coletivamente. Fomos efetivos (contra o Botafogo) porque temos um centroavante diferenciado (Marcos Leonardo). Quero potencializar as individualidades deles com um coletivo forte. Quero que eles joguem não por intuição, mas por intenção."

Lisca chega ao Santos junto de seu auxiliar técnico Márcio Hahn e o proparador físico André Volpi. O treinador já havia trabalhado em grandes clubes, como Internacional, Ceará e Vasco da Gama. Agora, fará seu primeiro trabalho com um dos grandes do Estado de São Paulo. 

Foto Destaque: Lisca é apresentado no Santos. Ivan Storti/SantosFC