Notícias

Lula afirma que BNDES poderá ajudar a financiar gasoduto argentino

23 Jan 2023 - 20h40 | Atulizado em 23 Jan 2023 - 20h40
Lula afirma que BNDES poderá ajudar a financiar gasoduto argentino

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com o presidente da Argentina, Alberto Fernández, na Casa Rosada, em Buenos Aires, nesta segunda-feira (23). Lula afirmou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ajudará no financiamento de projetos como o gasoduto que levará gás argentino até Brasil e outros países.

O BNDES vai voltar a financiar as relações comerciais do Brasil e vai voltar a financiar projetos de engenharia para ajudar empresas brasileiras no exterior e para ajudar os países vizinhos, que possam crescer e vender o resultado desse enriquecimento para países como o Brasil. O Brasil não pode ficar distante.”, disse Lula durante encontro com Alberto Fernández.


Presidente do Brasil, Lula, cumprimentando presidente da Argentina, Alberto Fernández. (Reprodução/G1)


O presidente argentino, mais cedo, disse que o próprio país tem “inveja do BNDES”, por ser uma “ferramenta de crescimento sensacional que soube ser aproveitada durante longos anos”. A Argentina tem interesse no financiamento, pela instituição, da exportação de gás de xisto de Vaca Muerta para o Brasil. Em dezembro, autoridades argentinas anunciaram que o BNDES financiaria até US$689 milhões — cerca de R$3.5 bilhões, na cotação atual — para o projeto, mas o banco, ainda no governo de Jair Bolsonaro (PL) emitiu uma nota negando o ato.

Antes da reunião, o presidente brasileiro participou de oferenda de flores na Plaza San Martín. à tarde, após o encontro, a agenda de Lula prevê reunião com empresários e, à noite, ele deve ir a um concerto musical no Centro Cultural Kirchner.

Lula chegou na Argentina no domingo (22), marcando a primeira viagem internacional desde que assumiu o novo mandato. “Vamos retomar laços. O Brasil está voltando ao cenário internacional e atuará pelo fortalecimento do Mercosul”, disse em rede social.

A comitiva presidencial é formada pelos ministros Mauro Vieira, de Relações Exteriores, Fernando Haddad, da Fazenda, Nísia Trindade, da Saúde, Márcio Macêdo, da Secretaria-Geral da Presidência, Luciana Santos, da Ciência e Tecnologia, e Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social.

 

Foto destaque: Presidente do Brasil, Lula, junto com presidente da Argentina, Alberto Fernández. (Reprodução/Casa Rosada)

LEIA MAIS