BBB

Marcelo Dourado, Vencedor do BBB 10, comenta sobre "orgulho hetero": "Eu era um cara muito mais ignorante do que sou hoje"

18 Fev 2022 - 14h46 | Atulizado em 18 Fev 2022 - 14h46
Marcelo Dourado, Vencedor do BBB 10, comenta sobre

Nesta quinta-feira (18), um dos vencedores do BBB, mais especificamente da 10ª edição, Marcelo Dourado lançou em seu perfil oficial do instagram um vídeo falando algumas coisas sobre suas falas de quando participou do reality. 

Inicialmente o educador físico traz uma reflexão que pode englobar tudo o que será falado dali em diante, ele usa como referência Doshin So, dizendo: “De nada adiantava ter uma faixa preta e ser o fortão da academia, se eu presenciar uma covardia, uma injustiça e não fazer nada, que eu posso jogar minha faixa preta no lixo que estou demonstrando ser um egoísta, individualista que não estou preocupado com os interesses comunitários". Ele continua, citando agora os acontecimentos em questão, que às vezes algumas das falas dele, que foram exibidas no reality em 2010, retornam e que foram ditas em momentos específicos e controlados, sendo uma situação atípica, um reality show, sofrendo diversas provocações de seus competidores na época, entretanto Marcelo complementa que ele era muito mais ignorante naquela época do que é agora.

Dentro das colocações, Dourado, fala sobre o que foi afirmado na época “orgulho hetero”, mais especificamente sobre um de seus adversários, Dicesar, que dizia “o mundo é gay”, o judoca explica que para sua cabeça “limitada” aquilo era uma afirmação genérica, que não compreendia que a frase em questão era dita para gerar inclusão e resistência, não opressão. Não entendendo naquele momento o quão importante as colocações de Dicesar eram para abordar a homofobia naquela época em TV aberta, um dos meios mais fáceis de dissuadir uma mensagem ao público.


Dicésar, participante da 10ª edição do Big Brother Brasil (Reprodução/TV Globo)


Ele reforça que a comunidade LGBTQIA+ sofre violência cotidiana e que nunhuma pessoa heterossexual foi espancada até a morte simplesmente por ser hetero, situação recorrente para pessoas LGBT’s no Brasill. Ele reafirma, que discriminação e preconceito são fatores que vão contra quem ele é e ficar contra causas sociais também vai contra o seu legado, pois é filho de pais refugiados. Prezando sempre pelo respeito.

O ex-BBB reafirma que muitas pessoas confundiram seu ímpeto para vencer, sua competitividade e talvez sua brutalidade com atitudes discriminatórias e que estão equivocados. Quem torceu por ele na época e se viu conectado por preconceito, ele quer distância. Que em sua vida pessoal deseja coisas positivas, pessoas com empatia e que respeitam a história e a luta dos demais mesmo que não os entenda.

Marcelo Dourado deixa claro que não é fiscal da vida pessoal de ninguém e não gosta que alguém fiscalize a sua vida, que o que cada pessoa faz é apenas da conta dela mesma. 

Veja o video na integra:


Video postado pela conta oficial de Marcelo Dourado (Reprodução/Instagram)


Finaliza dizendo que sempre devemos buscar ser uma pessoa melhor do que fomos ontem, pois assim nos tornaremos pessoas melhores no futuro e o mais importante, que não fez esse vídeo para conseguir amizade ou simpatia de ninguém, apenas para reparar um erro que cometeu no passado e que pode abrir interpretação para um preconceito.

 

Foto Destaque: Marcelo Dourado. Reprodução/Instagram