Cinema/TV

‘Marighella’ é lançado em pré-estreia em São Paulo

30 Out 2021 - 10h06 | Atulizado em 30 Out 2021 - 10h06
‘Marighella’ é lançado em pré-estreia em São Paulo

O filme sobre o guerrilheiro brasileiro Carlos Marighella foi exibido em pré-estreia em São Paulo nesta sexta-feira (29). O evento ocorreu no Espaço Itaú Bourbon Pompeia e contou com a presença de jornalistas, dos atores e do diretor do filme, Wagner Moura. Após dois adiamentos devido a impasses com a Agência (Agência Nacional do Cinema), o filme estreará no próximo de 4 de novembro nos cinemas brasileiros, dia que a morte de Marighella completará 52 anos.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Jason-Momoa-e-afastado-das-filmagens-de-Aquaman-2-apos-contrair-Covid-19

https://inmagazine.ig.com.br/post/Defensores-de-Mulher-Gato-surpreendem-Halle-Berry

https://inmagazine.ig.com.br/post/O-cineasta-Zack-Snyder-revela-que-planejava-mais-duas-sequencias-de-Liga-da-Justica

 

Segundo o ator, e agora diretor, ele tinha desejo pela direção, mas imaginava trabalhar em algo mais simples. "Queria trabalhar com poucos atores profundamente”, disse Moura. Esse é o primeiro trabalho dele como diretor e, segundo ele, conta com cerca de 2 horas e 40 minutos de duração.

Após a exibição, Moura fez um pequeno discurso:

 "É um absurdo ter que lutar contra o governo federal para estrear no seu país. É um filme de amor, feito para o público brasileiro, sobre os que resistiram (à ditadura) e os que estão resistindo hoje no Brasil. Fora, Bolsonaro” – bradou o diretor baiano, que foi aplaudido. Entre os presentes, estavam os políticos Fernando Haddad (PT) e Guilherme Boulos (PSOL), além de outros outros.

"Ele é um brilho. Um gigante da cultura brasileira, projeta o nome do Brasil no exterior", comentou Haddad.

Essa pulsão da direita de hoje em nada se compara à revolução. Ela permeava a cultura do mundo nos anos 1960 e 1970", comentou Moura aos jornalistas, "Marighella se relava com Godard, Sartre. Ele era envolto nesse contexto internacional da revolução. É um contexto diferente em que a vontade de combater o autoritarismo, o racismo e a violência, era uma pulsão de vida. A pulsão desse governo e da extrema-direita é de morte”.


Assista ao trailer de 'Marighella' (Reprodução/Youtube)


Marighella será interpretado pelo ator e cantor Seu Jorge. Ao ser perguntado sobre a diferença no tom de pele entre o ator e o interpretado, Moura afirmou que:

Para mim, Brown (primeira opção para o papel), Jorge e Marighella são três homens pretos. Eu acho que acertei quando emprestei Marighella e acertei ao inverter o embranquecimento”.

Foto destque: Seu Jorge em poster promocional de 'Marighella'. Divulgação/AdoraoCinema

Mais Lidas