Saúde e Bem Estar

Média móvel brasileira de casos de Covid é 50% menor que a da semana passada

06 Mar 2022 - 14h04 | Atulizado em 06 Mar 2022 - 14h04
Média móvel brasileira de casos de Covid é 50% menor que a da semana passada

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgou na última sexta-feira (4) que o Brasil registrou 677 mortes e 69.769 casos de Covid-19 durante as últimas 24 horas.

A nação apresentou uma queda na média móvel de casos, a partir de 10 de fevereiro, a qual chegou a 43.365 –– número equivalente a 50% menos registros se comparado com a média móvel da última sexta (25), quando o índice se encontrou em 87.340.

Ainda, a média móvel de óbitos alcançou o número de 442: a menor estatística desde 27 de janeiro quando o índice se encontrava em 411.

As médias móveis são um gráfico o qual considera a média dos números registrados nos últimos sete dias, utilizados a fim de seguir os indicadores da pandemia sem eventuais instabilidades ocasionadas por eventuais subnotificações aos finais de semana, contudo, não exatamente evitam distorções causadas por eventuais subnotificações nos feriados, como no Carnaval.

O país chegou a 651.255 mortes pela doença e 28.973.799 casos desde o início da pandemia, em 2020.


Enfermeiros em um posto de testagem para Covid (Foto: Reprodução/Vox)


Incidência da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

Divulgado na mesma sexta-feira (4), um Boletim da Fiocruz atestou uma maior incidência de casos de SRAG em crianças ao passo que a incidência diminui no público adulto. Os infantis mais afetados são aqueles dentro das faixas etárias de 0 a 4 anos. Os dados apresentados identificam o aumento de registro de casos no mês de fevereiro.

A principal suspeita é de que o aumento dos casos esteja relacionado com o Vírus Sincicial Respiratório (VSR) o qual atinge a mesma faixa etária.

O único estado brasileiro a apresentar sinal de crescimento dos casos de SRAG é o Acre, com tendência de longo prazo até a Semana Epidemiológica de 8 de 2022, período entre os dias 20 a 26 de fevereiro.

 

Foto de destaque: cidadão sendo testado para Covid. Reprodução/Ideas.