Moda

Meghan Markle aposta em parceria com marca de moda para ajudar instituição britânica

29 Nov 2022 - 15h30 | Atulizado em 29 Nov 2022 - 15h30
Meghan Markle aposta em parceria com marca de moda para ajudar instituição britânica

Na última segunda-feira (28/11), Meghan Markle, a duquesa de Sussex, e a marca de acessórios Cuyana anunciaram parceria em prol da instituição caritativa Smart Works, a qual é o patrocínio real da duquesa.

A marca anunciou que irá doar 500 bolsas em parceria com a ex-atriz californiana, os itens serão da linha de bolsas chamada “Classic Structured Totes” e estarão alinhados com a missão da instituição, visando criar um guarda-roupa com propostas para as mulheres usarem em entrevistas de emprego, passando uma ideia de visual mais office worker.


Uma das bolsas da linha Classic Structured Totes (Foto: Reprodução/Cuyana)


Ao falar sobre a ideia anunciada pouco depois do feriado de Ação de Graças (em inglês Thanksgiving), um dos mais populares entre os americanos, Meghan afirmou que a colaboração irá apoiar as mulheres do Reino Unido ao passo que elas se reintegram ao mercado de trabalho. Ela ainda contou que, Ao longo dos anos, tive o privilégio de testemunhar a magia da Smart Works; a confiança e a vida das mulheres transformadas. A Smart Works investe nas mulheres para que saibam que podem prosperar em qualquer local de trabalho, e a Cuyana é uma empresa feita por mulheres e para mulheres, então isso parece a ação perfeita."


A duquesa de Sussex, Meghan Markle, visitando um dos centros da Smart Works (Foto: Reprodução/The Royal Family)


A Smart Works é uma instituição de caridade britânica, que busca ajudar as mulheres no mercado de trabalho, vestindo e preparando para entrevistas de emprego. Os voluntários ajudam as beneficiárias da casa a encontrarem as melhores roupas para sua entrevista, além de oferecer um treinamento individual para ajudá-las a se encontrarem profissionalmente e se preparem para o momento da entrevista. Depois de empregadas, é ofertado um guarda-roupa cápsula que deve durar até o primeiro contracheque. 

Fundada em 2013, a afilhada da duquesa divide-se em nove centros espalhados pelo Reino Unido, já apoiou cerca de 25.000 mulheres e conta com impressionantes 72% de aprovação para as vagas de emprego após um mês da nomeação.

 

Foto Destaque: Meghan Markle, a duquesa de Sussex. Reprodução/Vanity Fair