Saúde e Bem Estar

Ministério da Saúde irá liberar a vacinação da terceira dose contra a Covid-19 para adolescentes em breve

18 Mai 2022 - 18h50 | Atulizado em 18 Mai 2022 - 18h50
Ministério da Saúde irá liberar a vacinação da terceira dose contra a Covid-19 para adolescentes em breve

Nos próximos dias será liberado pelo Ministério da Saúde, uma portaria explicando como acontecerá a aplicação da terceira dose de vacina contra a Covid-19 para a faixa etária de 12 a 17 anos. Esta informação foi confirmada pela equipe do R7 segundo a explicação de especialistas do CTAI (Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização) Covid-19.

A reunião da equipe da câmara aconteceu no último dia 6, juntamente com o aval do Ministério da Saúde. O segundo irá em breve, publicar no Diário Oficial uma norma apresentando os critérios para o começo da campanha de imunização desse grupo, que hoje tem cerca de 20 milhões de pessoas.


Jovem tomando a vacina contra a Covid-19. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Santos)


Já em fevereiro, houve uma reunião do mesmo tipo, mas o objetivo era definir como a mesma dose de reforço seria aplicada, só que apenas para os adolescentes imunocomprometidos, as pessoas que sofrem com a baixa imunidade, como os jovens que fazem hemodiálise. Na época o Ministério afirmou que: “Devido à redução da eficácia das vacinas de Covid-19 e consequentemente o maior risco de infecção e agravamento da doença, por isso esses jovens no momento têm a preferência”.

Desde a última reunião, o Ministério e a câmara estão fazendo um planejamento para que possa começar a distribuição das doses nessa nova etapa da campanha de vacinação contra o vírus. Hoje, no Brasil, cerca de 13,1 milhões de adolescentes de 12 até 17 anos já completaram o esquema de duas doses, segundo dados do Localiza SUS.

O primeiro estado a ter 100% do total dessa faixa etária com pelo menos as duas já tomadas foi São Paulo. Tal feito foi atingido em março desse ano. Lembrando que o intervalo entre a segunda e a terceira dose deve continuar em quatro meses, igual ao que ocorre na imunização dos jovens maiores de 18 anos.

Foto Destaque: Jovem tomando a vacina contra Covid-19. Reprodução/VivaBem UOL