Moda

Moda de rua sênior conquista as novas gerações

22 Abr 2022 - 17h30 | Atulizado em 22 Abr 2022 - 17h30
Moda de rua sênior conquista as novas gerações

Saber que a moda é cíclica já virou um clichê. As tendências sempre retornam à moda e as peças coringas sempre estão presentes nos guarda-roupas. O aumento pelo interesse de jovens pela moda de rua sênior, é prova de que a bagagem que idosos carregam tem influenciado no estilo dos mais jovens.

Os brechós e bazares que recebem doações de peças, nos últimos anos são atrativos para jovens Millennials e da Geração Z. Isso porque os locais fornecem roupas exclusivas, com excelentes valores e que compõem um estilo próprio. A combinação do jovem e do antigo chama a atenção das novas gerações, que incorpora tendências de décadas passadas em suas composições.

Várias tendências recebem destaque na moda atual. Os clássicos, chamados de vintage, como as calças de cós-alto, as blusas de uma manga só e os tênis estilo old school, são alguns dos itens que estão cada vez mais incorporados aos estilos dos mais jovens. Entre tantas inspirações, as novas gerações têm sido atraídas pela moda de rua sênior.

O estilo de idosos se vestirem é destaque nas redes sociais e possibilita ideias para looks incríveis. Há perfis no Instagram como o Estilo Vovô (@estilovovo) e Velhos Parentes (@velhosparentes), dedicados aos registros de idosos com suas peças pelas ruas do Rio e de São Paulo.


Moda sênior é destaque em páginas do Instagram (Post: Reprodução/Velhos Parentes/Instagram)


O estilo vintage que carrega a moda de rua sênior, inspirou Vitor Diogenes, dono de uma loja de roupas, a criar o perfil Velhos Parentes. Ele já registrava idosos em brechós e bazares, para garimpar peças que incluiria em sua loja. O jovem de 25 anos decidiu compartilhar suas fotografias como uma maneira de contribuir para acabar com estereótipos e preconceitos à pessoas mais velhas. “São pessoas que já viveram e se vestiram muito mais do que a gente. Eles têm muito a nos ensinar”, afirma.

Vitor diz que ao manter o perfil na rede social, busca criar um canal de comunicação entre o público sênior e os mais jovens.

A Estilo Vovô, administrada pelo designer Felipe Gutnik, traz os registros de Copacabana. Aos 29 anos, Felipe conta que sempre teve interesse em como os idosos do Rio, principalmente do bairro, se vestem. “Me inspiro e sinto uma identificação muito forte com o que eles usam: peças confortáveis, com modelagem fluida e de qualidade. São atributos que a nova geração tem levado em conta na hora de se vestir”, analisa o designer.


Registros mostram o estilo de idosos nas ruas do Rio de Janeiro (Post: Reprodução/Estilo Vovô/Instagram)


Os ciclos da moda favorecem a renovação das tendências. A conexão entre os jovens e os idosos, faz parte da montagem e criação de estilos clássicos. A moda de rua sênior promete cada vez mais admiradores e adeptos.

Foto Destaque: Moda de rua sênior conquista jovens. Reprodução/Bernardo Vasques/Estilo Vovô