Notícias

Moradores do condomínio de luxo em Ilhéus continuam ilhados

28 Dez 2021 - 18h45 | Atulizado em 28 Dez 2021 - 18h45
Moradores do condomínio de luxo em Ilhéus continuam ilhados

Moradores de um condomínio de luxo, em Ilhéus, sul da Bahia, deixaram suas residências após os registros de alagamento no local. Agora, começam a calcular os prejuízos. Contudo, com a entrada do local ainda completamente alagada, eles seguem ilhados.

Neide Pontes, médica de 59 anos, conta os momentos de apreensão com a subida da água. Ela precisou mover os móveis e outras estruturas da casa para o andar superior e escapar da chuva.

LEIA MAIS

“Felizmente não houve danos pessoais, mas os danos materiais e emocionais foram terríveis. Nossa garagem foi invadida e o volume de água estava aumentando muito, colocamos o automóvel em um local mais alto. Às 5h colocamos a maioria das coisas no pavimento superior e conseguimos salvar. É devastador, assustador, a gente temia muito que a água entrasse em casa”, disse.

Neide é moradora de Itabuna desde a sua infância, e conta que a forte chuva deste ano causou mais transtornos que a enchente de 1967, que ainda era considerada a maior da história do local.


entrada-alagada

Entrada do condomínio alagada dificulta o acesso. (Foto: Reprodução/Fábio Santos/TV Globo)


“Eu sou moradora de Itabuna e nunca tinha visto uma situação dramática como essa. A água chega muito rápido e não tem muito tempo para fazer nada. Eu era criança em 1967, mas pelo volume de água e pelo número de moradores, já que a cidade cresceu muito, a dimensão desta chuva é bem pior”, conta.

Na casa dela, a garagem continua alagada. Segundo ela, a maior necessidade até agora é acerca do abastecimento de água. A energia elétrica, por questões de segurança, foi cortada.

“Vamos continuar aqui. Felizmente temos alimentos em casa. Estamos precisando de água para beber. Já avisamos para a Defesa Civil e eles farão esse abastecimento. Estamos esperando a volta da energia para usar uma bomba para tirar essa água represada”, acrescentou.



{{item}}https://inmagazine.ig.com.br/public/assets/img/galeria-imagens/ilheus-alagada1.jpg{{/item}}
{{item}}https://inmagazine.ig.com.br/public/assets/img/galeria-imagens/ilheus-alagada2.jpg{{/item}}
{{item}}https://inmagazine.ig.com.br/public/assets/img/galeria-imagens/ilheus-alagada3.jpg{{/item}}
{{item}}https://inmagazine.ig.com.br/public/assets/img/galeria-imagens/ilheus-alagada4.jpg{{/item}}
{{fimCarousel}}

Fotos mostram os rastros causados pela enchente. (Foto: Reprodução/Fábio Santos/TV Globo)


A médica também contou que na segunda-feira, 27, um vizinho sofreu um acidente ao cair em uma das ruas. “Nosso vizinho fraturou a perna porque as ruas ficam escorregadias. Ele teve fratura, mas foi transferido”.

Outros prejuízos causados pela chuva também foram registrados pelos moradores. Um desses perdeu dois veículos. Era possível observar os rastros de destruição causados pela forte chuva, o que fez até um peixe ser encontrado em uma área comum do condomínio.

Resgate de voluntários com moto aquática

Segundo o site do empreendimento, o condomínio possui uma área total de 378.000 m, com cerca de 510 lotes a partir de 405 m, e uma área verde de 73.000 m. Helicópteros da Polícia Militar realizou os resgastes dos moradores. 

O casal Fábio Corniani, Vivian Corneti e Matteo, filho deles de 1 ano, também ficaram ilhados no condomínio.

“Faz dois anos que eu moro aqui e foi muita surpresa. O rio é muito mais baixo, subiu absurdamente, subiu muito rápido, pegou todo mundo de surpresa”, conta Fábio.


casal-ilhado

Casal com o filho de 1 ano ficou ilhado nas chuvas. (Foto: Reprodução/Fábio Santos/TV Globo)


Um grupo foi feito em um aplicativo de mensagens para que os moradores pudessem se comunicar, na tentativa de se ajudarem.

“A situação está bem crítica, tem muitas casas que estão com a água dentro, gente doente, idosos, pessoas precisando de fralda, de leite, água, que está acabando”, disse Fábio.

Ilhéus está na lista de 72 municípios baianos em emergência. O governador da Bahia, Rui Costa, afirmou que coordenará as ações de apoio às vítimas das chuvas no local.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Risco-de-rompimento-apontam-10-represas-na-Bahia-causando-ainda-mais-preocupacoes

https://inmagazine.ig.com.br/post/Recorde-desde-o-inicio-da-pandemia-mundo-registra-mais-de-um-milhao-de-casos-de-COVID-19-em-um-so-dia

https://inmagazine.ig.com.br/post/Estragos-causados-pelas-fortes-chuvas-deixam-mais-de-mil-familias-ilhadas-na-regiao-da-Chapada-dos-Veadeiros-em-Goias


Segundo o governador, “a prioridade neste momento é resgatar e acolher pessoas, retirá-las das áreas de risco, apoiar essas famílias garantindo a elas dignidade, mesmo que seja em um alojamento provisório. Mas o importante é preservar a vida das pessoas”.



Foto destaque: Reprodução/Fábio Santos/TV Globo