Notícias

Motorista é condenado e preso pela morte de Cristiano Araújo

31 Jan 2023 - 19h55 | Atulizado em 31 Jan 2023 - 19h55
Motorista é condenado e preso pela morte de Cristiano Araújo

O motorista Ronaldo Miranda Ribeiro, de 49 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (30) em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiânia, em Goiás. Isso porque, em 2019, o rapaz foi condenado por homicídio culposo do artista Cristiano Araújo, que tinha 29 anos, e sua namorada, Allana Morais, aos 19 anos, e estava, desde então, fugindo de suas penas restritivas.

Cristiano e Allana morreram em julho de 2015 em um acidente de carro na BR-153, em Morrinhos, também em Goiás, cujo motorista do veículo era Ronaldo. O cantor foi enterrado no Cemitério Jardim das Palmeiras, também em Goiânia, onde inúmeros fãs ainda visitam seu jazigo, levando flores e homenagens ao ídolo.


">

Última publicação do casal feita por Cristiano Araújo nas redes sociais (Reproduçãp/Instagram)


De acordo com as investigações da época, o motorista, além de estar com as rodas do veículo danificadas, o que, na teoria, o impossibilitaria de pilotá-lo, havia dirigido o carro acima da velocidade permitida.

Por isso, Ribeiro estava respondendo ao processo em liberdade, mas, segundo o Ministério Público de Goiás (MPGO), em outubro do último ano, a titular da 3ª Promotoria de Morrinhos havia pedido um mandado de prisão por ele não ter começado a cumprir as penas restritivas de direitos aplicadas a ele na execução penal – e, também, por ele não ter sido encontrado para cumpri-las.

De acordo com o portal g1, do Grupo Globo, Ronaldo estaria sendo considerado foragido por ter mudado de endereço sem comunicar à Justiça. O veículo apontou ainda que a defesa do motorista havia conseguido um habeas corpus – ação para garantir a liberdade diante de uma prisão ilegal – para ele na tarde desta terça-feira, na tentativa de soltá-lo. Ele está, no momento, em casa com a família.

 

Foto destaque: Fotografia do motorista Ronaldo Miranda Ribeiro e do cantor Cristiano Araújo (Reprodução/g1)