Money

NFTs: códigos que estão além dos milhões

21 Jan 2022 - 20h21 | Atulizado em 21 Jan 2022 - 20h21
NFTs: códigos que estão além dos milhões

A tecnologia utilizada para desenvolver os tokens não fungíveis (NFTs) é caracterizada pelo simples fato de que ela não permite uma réplica exata do mesmo ativo virtual e além disso, caso comercializado, o ativo passa a ter o registro da transação armazenado em si. Logo, essas são importantes considerações que transformam esses itens que irão compor o metaverso em mercadorias de alto valor. 

Apesar das imagens em alguns casos, serem consideradas artes mais simples, elas possuem seu alto valor não somente graças a originalidade preservada, mas também pois muita das vezes, as ilustrações dos NFTs são também itens colecionáveis, que caracterizam determinados grupos de pessoas e as fazem ter uma identificação que compreende que aqueles que possuem os NFTs façam parte de um coletivo seleto. 


Reprodução do NFT do artista Pak: (Foto/Imagem: Reprodução/Larva Labs/Techtudo)


Pelo fato dos ativos apresentarem um alto valor, esses recursos acabam sendo adquiridos, elaborados ou vendidos apenas entre os milionários ou bi. E nesse sentido, a tendência é que os itens comecem a ter valores cada vez maiores, já que geralmente os interesses econômicos e a definição daquilo que possuem ou não valor, está geralmente relacionada com  o comportamento desse grupo. 

Portanto, diversos outros itens podem vir a ter o formato de NFT além da arte digital, como músicas, vídeos de partes marcantes do esporte, terrenos virtuais e até objetos em jogos de videogame e RPG. O que por sua vez poderá gerar uma riqueza diferente da qual estamos acostumados que irá influenciar diretamente na nova forma de renda em ascensão que é o próprio desenvolvimento da economia do metaverso.

Assim, o desfecho desses códigos é a sua projeção que assumirá um valor de mercado acima dos milhões, tendo em vista que após o surgimentos dos NTFs nessa última década o código, chamado de The Merge, se aproximou da casa dos 100 milhões de dólares, foi vendido através de uma repartição de cotas e comprado por um grupo de quase 30 mil pessoas. Já o artista responsável pela arte, cujo nome é Pak, possui um portfólio em que o valor é de aproximadamente US $350 milhões, o que demonstra a importância e relevância desse tipo de arte. 

 

Foto de Destaque: Shutterstock/Seudinheiro

Mais Lidas