Tech

Netflix registra queda: Plataforma perde mais de 200 mil assinantes

22 Abr 2022 - 18h28 | Atulizado em 22 Abr 2022 - 18h28
Netflix registra queda: Plataforma perde mais de 200 mil assinantes

A gigante do streaming Netflix sofreu uma perda de mais de 35% do público nesta terça-feira (20). A gigante divulgou os resultados trimestrais que mostraram sua primeira perda de assinantes em mais de uma década. A empresa ainda alertou que pode perder ainda mais nos próximos meses.

As ações da plataforma de streaming desceram mais de 35% após o relatório de lucros do primeiro trimestre da empresa, divulgado na segunda-feira desta semana (19), diz a receita e crescimento de assinantes abaixo das expectativas.

A Netflix registrou uma receita trimestral de US$ 7,78 bilhões (R$ 35,9 bilhões, na cotação atual) um crescimento de 10% em relação ao ano passado (comparado com os US$ 7,93 bilhões esperados). Entretanto, o que realmente assustou os investidores foi a Netflix sofrer uma perda de 200 mil assinantes no período, que foi muito abaixo dos 2,7 milhões de novos usuários, o que era esperado.

Além disso, a empresa disse que espera perdoar mais 2 milhões de assinantes neste trimestre. Sua justificativa para isso é o compartilhamento de senhas e o aumento da concorrência de serviços de streaming rivais pela diminuição do crescimento da receita.


A Netflix começou a enfrentar verdadeiros problemas de concorrência com a vinda do Prime Video, que abriu a porta para outros serviços.(Reprodução)


A Netflix também comentou que a suspensão do seu serviço na Rússia, devido ao conflito com a Ucrânia, resultou em uma perda de 700 mil assinantes. Entretanto, a empresa diz que mesmo sem esse número, teria conquistado apenas 500 mil novas assinaturas no último trimestre.

Depois da recente perda de assinantes, a plataforma possui atualmente cerca de 221,6 milhões de clientes ao redor do mundo, número menor do que os 221,8 milhões que tinha no quarto trimestre de 2021.

Reed Hastings o co-CEO da Netflix disse que a empresa pode tentar implantar a oferta de assinatura com preços mais baixos e sustentados com anúncios patrocinados, como isca para chamar novos clientes.

 

Foto em destaque: Link Estadão.