Turismo

O francês canadense é igual ao francês da França?

21 Set 2022 - 17h42 | Atulizado em 21 Set 2022 - 17h42
O francês canadense é igual ao francês da França?

Assim como com outros idiomas que se espalharam pelo mundo, descobrimos nas aulas de francês que a influência cultural e colonial francesa criou uma comunidade francófona (em francês, La Francophonie) com mais de 136 milhões de falantes nativos ao redor do mundo. Por isso, é correto dizer que existem diversos “franceses” pelo mundo, como o francês canadense ou camaronense.

Se incluídas as pessoas que falam o francês como segunda língua, o total de falantes ao redor do globo ultrapassa os 500 milhões. Além disso, mais 200 milhões o utilizam como língua estrangeira, e o francês é idioma oficial em 30 países.

A maioria dos falantes nativos vive, naturalmente, na França, Bélgica, Suíça, Mônaco e no Canadá -- em particular, na província do Quebec e minorias em Ontário. E é sobre esse grupo de nativos canadenses e sua “versão” do francês que vamos falar hoje.

Afinal, existe uma dúvida muito pertinente e parecida com a relação entre o português de Portugal e do Brasil: francês canadense é igual ao francês da França? Mas antes, temos que responder outra pergunta.

 

Existe um francês padrão na Europa?

Quando se fala em diferenças do francês falado no Canadá para o que seria, em tese, o “francês original” falado na França, presume-se que exista um padrão do qual todas as variações surgiram. De fato, é possível afirmar que o francês falado ao redor do mundo deriva, sim, do falado na França.

No entanto, não é correto dizer que exista, nos dias de hoje, um único modo de falar no país da Torre Eiffel. O que não faltam são diferenças na gramática, ortografia e pronúncia entre regiões. Um nativo da Normandia, por exemplo, fala um francês bastante diverso ao de um parisiense.

 

Características e curiosidades do francês canadense

O francês falado pelos canadenses possui características e curiosidades próprias. A primeira delas, é que a língua francesa consolidou-se primeiro no Canadá, e somente depois na França. Mas como? Parece confuso, mas aqui vai a explicação.

À época da colonização francesa no Canadá, o francês era falado somente por um quarto da população como língua nativa no país europeu. A maioria das pessoas falavam dialetos regionais, como o occitano e o bretão. Levaria muitas décadas até que o francês se consolidasse como a língua ensinada nas escolas e, consequentemente, como a oficial e mais falada no país.

Por outro lado, os colonos que chegaram ao Canadá vieram, majoritariamente de regiões que eram mais expostas ao francês, fazendo com que a unificação linguística na colônia acontecesse mais rapidamente.

Outro aspecto é que o francês canadense se assemelha mais à língua falada na França do século XVIII que o próprio francês europeu. Isso aconteceu pois, em 1759, os britânicos conquistaram o Canadá, fazendo com que as duas variantes evoluíssem de formas diferentes. Atualmente, o francês é uma das duas línguas oficiais do Canadá, ao lado do inglês.

 

Diferenças entre o francês do Canadá e da França

Na parte de gramática, ortografia e pronúncia, é possível encontrar diferenças entre as duas variantes linguísticas. Entre elas, a nasalização das vogais, que acontece de forma muito mais forte no francês canadense, quando comparado ao francês europeu. Essa diferença se explica pela influência do inglês na fala dos canadenses a partir do século XVIII.

Influência indígena

Idiomas são entidades vivas, que se transformam com o passar do tempo e o contato entre diferentes povos, línguas e culturas. Assim como o português brasileiro é recheado de palavras e influência dos sotaques indígenas, o mesmo ocorre no Canadá.

Muitas pessoas esquecem, mas o país era território de tribos originárias assim como o restante do continente americano. As próprias palavras Quebec e Toronto são indígenas, e significam, respectivamente, “onde o rio se estreita” e “onde há árvores emergindo da água”.

A presença de vocábulos indígenas pode ser vista, especialmente, no nome de animais. Achigan, poulamon e maskinongé são peixes batizados pelas tribos locais. Carcajou (urso pequeno), caribou (rena) e ouaouaron (sapo) são outros exemplos.

Vocabulário

Entre França e Canadá, também existem divergências entre palavras para representar uma mesma coisa. Por exemplo, “namorado”, no francês canadense, é “chum”, enquanto na França é “petit-ami”. Namorada, por sua vez, é “blondie” e “petit-amie”, respectivamente.

Afinal, o francês canadense é igual ao francês da França?

A resposta para a pergunta primária deste texto é: não. Tratadas como variantes de um mesmo idioma, o francês falado na França e no Canadá contam com evoluções separadas e diferenças notáveis.

É como o inglês norte-americano e o britânico, ou o português brasileiro e lusitano. Por uma série de fatores, esses idiomas sofreram alterações que os fazem ser considerados como variantes e, portanto, terem nomenclaturas diferentes. No entanto, ainda estamos falando de um único idioma, o francês. As variantes podem não ser iguais, mas possuem a mesma origem e guardam muito mais semelhanças do que diferenças.

Foto Destaque: Reprodução.