Notícias

Padre estaciona ladrão em garagem, se explica para a congregação e desaparece até ser identificado pela polícia

10 Mai 2022 - 15h47 | Atulizado em 10 Mai 2022 - 15h47
Padre estaciona ladrão em garagem, se explica para a congregação e desaparece até ser identificado pela polícia

Um caso inusitado chamou atenção na noite do ultimo sábado (7),véspera dos dias das mães, mas as imagens da câmera de segurança que flagraram a hora em que o suspeito de furto à uma igreja foi surpreendido por um carro invadindo a calçada. O suspeito não conseguiu se esquivar e acabou sendo atropelado. A força do impacto acabou prensando o cidadão contra o portão da garagem fazendo ele parar dentro da casa.

As imagens veiculadas mostram um individuo trajando uma blusa azul correndo na calçada, na sequencia, um veiculo branco aparece e invade o passeio público atropelando o homem suspeito de furtar uma igreja, no município de Santa Cruz do Rio Pardo, interior de São Paulo, à 343 Km da capital.

O que mais causou espanto foi o responsável pela autoria da agressão, o padre. Depois que flagrou o bandido em ação, o pároco resolveu fazer justiça pelas próprias mãos e não pensou duas vezes. Ele entrou no carro da paroquia e foi em perseguição atrás do autor do furto que levou a pior e agora está internado. A indignação do padre era tanta que depois do atropelamento ele não prestou socorro à vitima e se evadiu do local.

A polícia civil não divulgou o nome do sacerdote, mas informou que ele foi reconhecido e já concedeu o depoimento sobre o que aconteceu. Segundo registro de ocorrência, o meliante rompeu uma das janelas para entrar na igreja. Depois de roubar três moletons e uma camiseta ele empreendeu fuga, mas foi visto pelo eclesiástico.


Câmera de segurança flagra momento exato do atropelamento que levou padre a ser acusado de tentativa de homicídio. (Foto: Reprodução/G1).


 

Moradores da casa invadida chamaram a policia e quando os agentes chegaram o suspeito ainda estava em posse dos objetos furtados da igreja. O ladrão, que não teve o nome divulgado, é dependente químico. A vítima do atropelamento ecebeu os primeiros, e depois foi preso em flagrante. Agora ele se encontra internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa do Munícipio.

Responsável pela Paróquia de São Sebastião, que fica no bairro São Jose, em Santa Cruz do Rio Pardo, a Diocese de Ourinhos, informou por meio de nota que “todos os fatos estão sendo apurados e que as providencias cabíveis serão tomadas”, com isso a Diocese comunicou que o frei Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, “ foi afastado afastado de suas funções religiosas e se encontra disponível para livremente cooperar com a justiça”. Até agora nenhum representante das partes se pronunciou.

A repercussão negativa das imagens divulgadas gerou a indignação de muita gente, uma delas o padre Júlio Lancellotti que postou o vídeo em sua rede social, e censurou a conduta do colega de batina, "Jovem dependente químico assaltou igreja da cidade e, perseguido pelo carro da paróquia, foi intencionalmente atropelado e está em estado grave! Um crime não justifica o outro”, comentou na postagem.

Um morador da região pensa um pouco diferente do padre Júlio Lancellotti e acabou revelando o que pensa com muita naturalidade e fazendo um gracejo com a situação inusitada, “fazer isso ele não pode fazer né, a gente sabe disso, mas errado, errado ele não também não tá”, afirmou o cidadão.

E como o que é ruim pode ficar ainda pior, não bastasse ter atropelado e omitido socorro a vítima, padre responsável por fazer justiça com as próprias mãos, ainda teve a ousadia de utilizar o carro da Diocese para cometer o crime. Apesar do religioso estar desaparecido, o carro foi encontrado com os vestígios do delito e foi encaminhado para os técnicos peritos que produzirão os laudos técnicos que serão anexados ao processo.

Para o Ministério Público o pedido de prisão preventiva expedido pela Policia Civil é uma medida excessiva, por isso recomendou o indeferimento da solicitação que será apreciada pelo justiça.

Foto destaque: Reprodução/G1