Esportes

Palmeiras bate o São Paulo e chega à 24ª conquista do paulistão

03 Abr 2022 - 22h00 | Atulizado em 03 Abr 2022 - 22h00
Palmeiras bate o São Paulo e chega à 24ª conquista do paulistão

Na última quarta-feira (30), no Morumbi, o São Paulo abriu uma larga vantagem no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. Assim como no jogo deste domingo (3) o jogo de ida teve polêmicas e revisões no VAR que refletiram diretamente no placar. Com dois gols de Calleri e um de Pablo Maia o São Paulo Saiu vitorioso por 3x1, o Palmeiras ainda conseguiu descontar no final do jogo com um gol de Raphael Veiga. Vitória que marcou a quebra da invencibilidade do verdão, ficava a dúvida no ar: é um placar reversível?

O jogo da volta

Assim como na primeira partida, o segundo jogo no Allianz Parque também foi marcado por lances polêmicos e disputas bem físicas. Desde o início o Palmeiras entrou em campo com uma postura bem ofensiva, afinal precisava reverter o resultado do último jogo. Logo nos primeiros minutos de partida, o VAR foi acionado num lance em que um chute de Danilo acertou o braço de Eder dentro da área, nada foi marcado.

Aos vinte e um minutos o primeiro gol saiu, em um cruzamento de Marcos Rocha para a área e numa cabeceada de Danilo. O VAR foi novamente acionado logo no segundo gol numa disputa de bola, prévia a finalização de Zé Rafael, entre Danilo e Calleri. Novamente, nada foi marcado. O São Paulo sem grandes chances, não ameaçou muito o gol do Palmeiras, ao final do primeiro tempo Gustavo Scarpa quase marcou o terceiro no que seria um gol olímpico.


Rapahel Viega comemora o terceiro gol do Palmeiras. (NELSON ALMEIDA / AFP)


Apenas Rogério Ceni mexeu no time para a segunda etapa, com a saída do lateral-esquerdo Welington para a entrada do zagueiro Arboleda. Aos dois primeiros minutos do segundo tempo o Palmeiras já ampliou a vantagem, numa arrancada com drible de Dudu pela direita, Raphael Viega de carrinho manda para o fundo do gol. Novamente o técnico paulistano faz alterações, com a saída de Eder e a entrada do atacante Luciano. Mesma com a melhora na postura ofensiva da equipe paulistana, o verdão “matou” o jogo aos 35 minutos com Gabriel Veron. Fim de jogo, 4 a 0 com mais um título para o Palmeiras, que agora soma 24 campeonatos paulistas – atrás apenas do Corinthians com 30 conquistas -  e somam 5 títulos sob o comando do técnico português Abel Braga.

Créditos da Imagem: NELSON ALMEIDA / AFP