Esportes

Palmeiras vence mais uma e faz melhor fase de grupos da história da Libertadores

25 Mai 2022 - 09h35 | Atulizado em 25 Mai 2022 - 09h35
Palmeiras vence mais uma e faz melhor fase de grupos da história da Libertadores

Na noite desta terça-feira (24), o Palmeiras goleou o Deportivo Táchira por 4 a 1 no Allianz Parque e garantiu a melhor campanha da atual Libertadores, alcançando 100% de aproveitamento no grupo A e, consequentemente, liderando com 18 pontos. Além da classificação para as oitavas, o alviverde também concretizou a melhor fase de grupos da história da competição.

O Emelec ficou com o segundo lugar na chave, e também avançou. O Táchira ficou em terceiro e irá disputar a Sul-Americana. A lanterna ficou com o Independiente Petrolero.

Em um jogo tranquilo, o Palmeiras construiu a vitória ainda na primeira etapa. Aos 15 minutos, a noite mágica de Gustavo Scarpa começou a ser desenhada. O camisa 14 anotou o primeiro após alçar bola na área que foi direto para o fundo das redes, com uma generosa colaboração do goleiro Varela. O segundo gol não demorou a sair, aos 22, Rafael Navarro foi derrubado na área e o pênalti foi marcado. Scarpa bateu firme e fez mais um na partida. A equipe de Abel Ferreira foi para o vestiário com boa vantagem e um bom futebol.

Na segunda etapa, logo aos 2 minutos, o Deportivo Táchira descontou com Gutiérrez, após vacilo defensivo. Mesmo com o gol, a equipe venezuelana não conseguiu pressionar o Palmeiras. E aos 12, Rony anotou o dele e jogou um balde de água fria na reação adversária. Dez minutos após, Gustavo Scarpa fez mais um, o terceiro dele no jogo, novamente de pênalti, decretando o 4 a 1. Com o placar, Abel Ferreira lançou garotos na reta final, e a torcida pôde ver um pouco de nomes como Fabinho, Jhonatan e Vanderlan, crias da base.



Em coletiva, o técnico português comentou sobre o recorde na Libertadores. “Isso é consequência do trabalho deles (jogadores). Trabalho, ambição, não estar satisfeito com o que tem. A equipe é mais ou menos a mesma de quando cheguei aqui. Nós vivemos de títulos. Números são consequências. Temos um objetivo muito claro, muito definido e é para isso que trabalhamos. Esses dados são consequências de tudo que fazemos. Em nenhum jogo dissemos que precisamos bater recordes. A única coisa que peço, é que cada um que entre em campo dê o melhor de si”, declarou Abel.

O adversário do Palmeiras na busca pelo tetracampeonato da Libertadores virá por sorteio. A definição dos confrontos será em um evento na próxima sexta-feira (27), às 13h (de Brasília), em Assunção, no Paraguai. 

O Palmeiras volta a campo no domingo (29), no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Foto Destaque: Reprodução/Cesar Grecco

 

Mais Lidas