Tech

Parceria entre Amazon e o grupo de empresas Stellantis visa o desenvolvimento de carros e vans elétricas

07 Jan 2022 - 17h30 | Atulizado em 07 Jan 2022 - 17h30
Parceria entre Amazon e o grupo de empresas Stellantis visa o desenvolvimento de carros e vans elétricas

As gigantes do mercado Amazon e a Stellantis (aglomerado de empresas Franco-Italo-Americano) anunciaram no dia 5 uma parceria que irá possibilitar implementação dos painéis com software Amazon nos veículos da empresa de autos e também inserir as vans elétricas produzidas por ela na rede de distribuição da varejista.

O objetivo dessas ações em relação a parceria está na busca da Amazon de ser inserida também no mercado de veículos, além do interesse da Stellantis de ter capacidade para competir com a Tesla no que diz respeito ao conteúdo de novidades apresentado para os veículos, se tratando tanto de se buscar produzir carros elétricos quanto  da ideia de software conectados a rede de dados. 


( Foto: RAM divulgação/Automais)  


A Alexa da Amazon será utilizada pela Stellantis para acessar os conteúdos oferecidos pelo software instalados nos autos de modo a permitir não apenas navegação, mas também situação e manutenção do veículo, formas de pagamento e o comércio de eletrônicos.

https://inmagazine.ig.com.br/post/Intel-nova-linha-de-processadores-bate-de-frente-com-o-Apple-M1

https://inmagazine.ig.com.br/post/Inauguracao-do-5G-e-adiada-nos-EUA-para-19-de-janeiro

https://inmagazine.ig.com.br/post/Ate-2023-o-mercado-dos-games-pode-ultrapassar-US-200-bilhoes


Há pouco tempo ocorreu negociações da Amazon com a start-up Rivian com o intuito de adquirir 100 mil vans elétricas  e um acordo da Stellantis com a montadora de IPhone Foxconn para criar uma joint-venture que poderia fornecer tecnologia para os carros. O que mostra que os grupos empresariais estão se mobilizando cada vez mais para conseguir acompanhar o desenvolvimento de um mercado que ainda é inacessível para uma maioria mas que com o tempo se tornará indispensável para todos. 

 

Foto de Destaque: Reuters/MyWinet