BBB

Paulo André, atleta do Camarote do BBB, fala que sexo na Vila Olímpica é “uma zona”

19 Jan 2022 - 20h00 | Atulizado em 19 Jan 2022 - 20h00
Paulo André, atleta do Camarote do BBB, fala que sexo na Vila Olímpica é “uma zona”

Em uma conversa entre os brothers Eliezer e Paulo André durante a segunda noite do BBB, Eliezer que faz parte do grupo pipoca, surgiu com o assunto das Olimpíadas e aproveitou a presença do atleta para tirar algumas dúvidas.

"Atleta transa muito mesmo?", questionou. Paulo, que participou dos Jogos Olímpicos 2021, enrolou: "Ah, cara, depende muito”

Eliezer então contou sobre uma reportagem que viu sobre o alto número de preservativos nas Vilas Olímpicas. E que em algum casos o sexo até poderia ajudar os atletas em seu desempenho.

“Ou é zona mesmo?” continuou Eliezer. "É zona mesmo, zona assim....", respondeu Paulo que rapidamente se explicou... “No refeitório tem (como se fosse) máquina de brinquedo (cheia de camisinha), ai você gira assim e pega."

"Então é real mesmo? Acontece isso mesmo”? perguntou Eliezer. “Pensa, é o mundo todo em um lugar só, tá ligado? Somos jovens, a maioria, né? Atleta, tá ligado? Muita energia! A maioria, acredito eu, que vá para festa, para zoeira depois de competir. É tudo intercalado, ginástica acaba primeiro, o atletismo acaba por último e quem vai acabando vai indo para zoeira. É real.” responde Paulo.

"O cara fica ali na fase de preparação, meses", disse Eliezer. "É, pra comemorar (...) Quando acaba assim, a galera vai curtir. Na vila olímpica é gigante, então sempre tem uma área que eu acho que eles fazem até meio proposital. Que a galera reúne e fica fazendo uma festinha”

“Lá na 2021 era tipo um chafariz grandão, tinha um campo muito grande e a galera se reunia lá” diz Paulo André


 

Paulo André - Atleta Olímpico e participante do BBB (Foto: Reprodução/Jornal NH)


Mas não foi só Paulo André que falou sobre sexo nas Olimpíadas. Já tiveram outros relatos sobre. Para Susen Tiedtke, é impossível proibir sexo na Vila Olímpica. "Os atletas estão no auge físico nas Olimpíadas. Quando a competição acaba, eles querem liberar suas energias. Há uma festa após a outra, então o álcool entra em jogo. Acontece que as pessoas fazem sexo e há um número suficiente de pessoas que se esforçam para isso", contou a ex-atleta em entrevista ao jornal alemão Bild.

Em artigo publicado no jornal The New York Times, o ex-mesatenista britânico Matthew Syed definiu a vila olímpico como "festival sexual". "Muitas vezes me perguntam se a vila olímpica - o vasto conglomerado de restaurantes e residências que hospeda os melhores atletas do mundo durante os Jogos - é o festival sexual que dizem ser. Minha resposta é sempre a mesma: está certo”

O atirador estadunidense Josh Lakatos afirmou: "Nunca testemunhei tanta devassidão em toda a minha vida", depois de sua experiência em Sidney.

Foto destaque: Reprodução/ Globoplay