Esportes

Pelé homenageia Lewis Hamilton após vitória em Interlagos: ‘Dia glorioso’

15 Nov 2021 - 21h54 | Atulizado em 15 Nov 2021 - 21h54
Pelé homenageia Lewis Hamilton após vitória em Interlagos: ‘Dia glorioso’

O heptacampeão da Fórmula 1, o britânico Lewis Hamilton, após comemorar sua vitória no GP de São Paulo, acontecido no último domingo (14) no Autódromo de Interlagos, subindo ao pódio com uma bandeira do Brasil, foi homenageado e repostado por importantes personas nacionais como Neymar e Gabigol. Durante o dia de hoje (15), Hamilton foi prestigiado pelo Rei Pelé, que autografou uma camisa exclusiva para o campeão da Mercedes

https://inmagazine.ig.com.br/post/Lewis-Hamilton-tem-grande-atuacao-e-vence-em-Interlagos 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Hamilton-e-desclassificado-perde-pole-e-larga-em-ultimo-na-corrida-sprint-nesse-sabado 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Caio-Castro-vence-prova-da-Porsche-GT3-Cup 

Em uma publicação em seu Instagram, o ídolo parabenizou Lewis pelo triunfo com a legenda: “Uma atuação maravilhosa. Um dia tão glorioso para você, Lewis Hamilton, quanto para nós, brasileiros. É muito bom ver um piloto da F1 levantar a nossa bandeira no pódio. Obrigado por ser quem você é.”

Na camisa autografada, exposta na foto publicada, possui a frase: “Para Lewis. Nós somos campeões mundiais. Do amigo Pelé.” A camisa foi utilizada pela Seleção na Copa do Mundo de 1970.



Em entrevista à revista GQ Brasil, o britânico afirmou que cresceu apaixonado pelo Brasil pela semelhança do povo brasileiro com ele. "Cresci apaixonado pelo Brasil antes mesmo de vê-lo pessoalmente", começou o piloto. "O único brasileiro que conhecia, claro, era o Ayrton (Senna); mas, mesmo estando no Reino Unido, sempre torcia pelo Brasil", disse.

Norteado pela luta racial dentro e fora das pistas, Lewis relembra o que sentia assistindo aos jogos do Brasil quando era mais jovem: "Na verdade, eu estava vendo pessoas que se pareciam comigo, que tinham a minha aparência. Quando cheguei ao Brasil pela primeira vez, fiquei muito emocionado, porque eu estava, em essência, em casa".

Ele ainda conta que o incentivo para criar a Hamilton Comission, entidade que prega a inclusão de negros no automobilismo veio em 2019, quando se deparou com a realidade da falta de representatividade negra na Fórmula 1, mesmo após tanto tempo desde a sua chegada como o primeiro afrodescendente na categoria.

"Tudo começou com George Floyd, aconteceu o Black Lives Matter e foi um momento realmente poderoso para muitas pessoas, e particularmente para mim -- para aprender, perceber como usar minha voz e como eu queria lutar”, confessa.

Foto destaque: Pelé e Lewis Hamilton. Reprodução/Instagram