Notícias

Pesquisa aponta uma virada que pode ser decisiva para Lula

13 Jul 2022 - 20h20 | Atulizado em 13 Jul 2022 - 20h20
Pesquisa aponta uma virada que pode ser decisiva para Lula

Segundo as novas informações divulgadas pelo Instituto FSB, nesta quinta-feira (13), mediante uma pesquisa foi revelado um dado importante que demonstra a oscilação de percentuais dos candidatos à presidência, para o cenário atual das eleições do ano de 2022. O estudo para o levantamento dos números em questão, acabou chamando a atenção dos cientistas políticos, ao serem ouvidos pela da Revista Veja.

A pesquisa mostrou, que embora o presidente Jair Bolsonaro tenha conquistado a concorrência, apresentando uma melhora no seu desempenho de acordo com as últimas três pesquisas divulgadas, ainda é o candidato que mais perde eleitores, em parcela, os que o elegeram à Presidência no segundo turno do ano de 2018.


Lula durante evento realizado em Brasília (Foto: Ricardo Stuckert/PT)


De acordo com o percetual da FSB (Front Side Bus), que atua como servidora de Relações Públicas e Comunicação, 12% dos cidadãos que haviam votado no Presidente da República na segunda etapa da disputa eleitoral que aconteceu nos últimos quatro anos, elegeriam o ex-presidente Lula se o pleito acontecesse nos dias de hoje.

A Instituição levantou uma estimativa de que 14% dos eleitores de Jair Bolsonaro irão eleger outros candidatos na disputa do ano de 2022. Aos serem somados, 26% dos eleitores que escolheram o deputado para presidir em 2018, hoje, o rejeitarão.

Ao ser colocado em uma comparação com a última eleição, apenas 2% dos que votaram no candidato do PT,  Fernando Haddad, irão decidir votar em Bolsonaro, levando em conta se o dia da votação acontecesse no momento em que os candidatos foram questionados pelo Instituto.

O Instituto FBS, destaca que o ex-presidente Lula ainda é o mais escolhido para a candidatura entre aqueles que anularam o voto de Presidente no ano de 2018. Tal abordagem dessa estimativa, revela que os 39% dos eleitores escolheriam o ex-presidente, contra 16% dos que hoje decidiriam pela reeleição de Jair Bolsonaro.

Foto de destaque: Lula e Jair Bolsonaro/Carta Capital (Fotos: Ricardo Stuckert e Evaristo Sá/APF) 

Mais Lidas