Notícias

Polícia federal e Ibama queimam balsas de garimpo ilegal no rio Madeira

05 Ago 2022 - 22h10 | Atulizado em 05 Ago 2022 - 22h10
Polícia federal e Ibama queimam balsas de garimpo ilegal no rio Madeira

Uma operação conjunta da Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas (PF-AM) com o Ibama resultou, nesta quinta-feira (4), na destruição de 23 balsas com dragas usadas em garimpo ilegal de ouro na calha do Rio Madeira, próximo ao município de Autazes, aproximadamente 113 quilômetros de Manaus.  A operação teve como objetivo a identificação, abordagem e inutilização de balsas/dragas que operam a atividade de garimpo ilegal de ouro na calha do Rio Madeira.

Em novembro do ano passado, diversos garimpeiros invadiram a região do Rio Madeira, com centenas de dragas e balsas para exploração ilegal de ouro. Desde que tomaram conta do local eles foram uma espécie de ''cidade flutante'' para realizar as atividades.

Em novembro, a PF e forças federais já haviam destruído 130 balsas. Na ocasião, centenas de balsas invadiram o rio Madeira e as imagens viralizaram na internet.


Balsas usadas no garimpo ilegal no Rio Madeira, no Estado do Amazonas, foram incendiadas (Foto: Reprodução)


De acordo com a Polícia Federal toda a atividade de lavra de ouro no Rio Madeira é ilegal e as fiscalizações devem ser intensificadas neste ano. "As ações objetivando a desintrusão dessa importante hidrovia federal continuarão a ser realizadas, assim como serão estendidas em 2022 a outras regiões de garimpo ilegal detectadas no Estado do Amazonas", segundo a PF.

 

Foto destaque: Balsas sendo queimadas(Fonte: Mídia Ninja)