Notícias

Polícia investiga tentativa de assassinato da rainha Elizabeth após segurança do castelo de Windsor falhar

28 Dez 2021 - 16h15 | Atulizado em 28 Dez 2021 - 16h15
Polícia investiga tentativa de assassinato da rainha Elizabeth após segurança do castelo de Windsor falhar

Policiais estão investigando um vídeo que tem conexão com um homem que foi preso dentro do castelo de Windsor que estava carregando uma besta, arco medieval que arremessa flechas.


Suspeito de invadir o castelo de Windsor. (Foto: Reprodução/TheSun)


No vídeo, que foi obtido pelo The Sun, aparece um homem usando um capuz preto segurando o arco e se dirigindo a câmera com uma voz distorcida, dizendo que eles queriam “assassinar a Rainha” em uma missão de “vingança”.

Esse vídeo teria sido de um jovem de 19 anos que foi preso no dia do Natal dentro do castelo de Berkshire onde é a residência da Rainha.

O homem, de Southampton, foi preso por suspeita de invasão de propriedade protegida e posse de arma branca. A polícia declarou que desde então ele está sendo submetido a cuidados de saúde mental e cuidados médicos psiquiatricos.

As investigações foram transferidas de Thames Valley, polícia local que investiga casos da residência real, para Scotland Yard, comando de proteção real.

A família real foi informada sobre a invasão, por meio de ofício, informando que não há nenhum risco para a família real e que a segurança que protegia o local agiu imediatamente e rapidamente fizeram a detenção do suspeito.

Um porta-voz da Scotland Yard disse: “Medidas de segurança foram acionadas dentro de instantes em que houve a invasão, e o suspeito não conseguiu adentrar o local. Na busca pelo suspeito, um arco medieval foi apreendido.”

Ainda adicionaram que “inquéritos da situação completa deste incidente vão continuar a serem investigados pela polícia metropolitana.”


Reportagem BandNews (Vídeo: Reprodução/Youtube)


Eles preferiram não comentar sobre o vídeo, mas admitiram que após a prisão do suspeito vão analisar conteúdo do vídeo divulgado.

Acredita-se que a Rainha, 95, o Príncipe Charles e sua esposa, Camilla, estavam no castelo durante o ocorrido. Outros membros da família real se juntaram a eles mais tarde naquele dia, já que a Rainha já havia informado que não comemoraria o Natal da forma tradicional por causa da pandemia.

Depois do atentado, medidas de segurança se intensificaram ainda mais no local, além disso o Castelo tem sido alvo de intenções de ataques terroristas.

 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Comportamento-agressivo-cresce-nas-redes-sociais-em-2021 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Crescimento-de-casos-de-criancas-hospitalizadas-com-Covid-em-Nova-York-preocupam-autoridades 

https://inmagazine.ig.com.br/post/Alemanha-limita-a-10-pessoas-as-reunioes-de-final-de-ano 


Vale ressaltar que houve algumas falhas de segurança em outras ocasiões mostrando a fragilidade do sistema, apesar de ser um dos mais seguros do mundo.

Foto Destaque: Rainha Elizabeth em pronunciamento natalino.   Reprodução/ Pa / Getty Images