Notícias

Policiais do RJ começam a usar câmera no uniforme

30 Mai 2022 - 22h09 | Atulizado em 30 Mai 2022 - 22h09
Policiais do RJ começam a usar câmera no uniforme

Começam a ser usados os equipamentos por policiais militares do 2º BPM (Botafogo), 3º BPM (Méier), 4º BPM (São Cristóvão), 6º BPM (Tijuca), 16º BPM (Olaria), 17º BPM (Ilha do Governador), 19º BPM (Copacabana), 23º BPM (Leblon) e 1ª Companhia Independente da Polícia Militar (Laranjeiras). As unidades são subordinadas ao 1º Comando de Policiamento de Área. O que se sabe é que ao todo 1.637 PMs usarão o aparelho de monitoramento.

 

Policiais militares de oito batalhões e de uma companhia destacada do estado do Rio de Janeiro começam a usar câmeras de segurança nos uniformes a partir desta segunda-feira (30).
O 5º BPM (Praça da Harmonia) e o 22º BPM (Maré) também estavam na lista inicial, mas tiveram a instalação adiada por problemas técnicos.

 


Neste primeiro momento, oito batalhões e uma companhia destacada usarão o equipamento - Foto destaque: divulgação/PMRJ


Acontece que as instalação das câmeras nas fardas dos policiais deveria ter começado no dia 16 de maio, mas a empresa que responde pela implementação da tecnologia, a L8 Group, alegou problemas operacionais para executar o pedido no prazo combinado. Com esse atraso o governo do Rio abriu um processo e a empresa pode ser multada.


A gravação acontece da seguinte forma, o policial deve retirar a câmera em uma central de armazenamento e recarga por reconhecimento facial. Depois disso, fixar o equipamento no uniforme na altura do peito. Será capitando imagem e som por 12 horas ininterruptamente e transmitidos em tempo real para o Centro de Comando e Controle (CICC) da Polícia Militar (PMERJ), dessa forma não pode acontece edição ou manipulação.

O governo do Rio de Janeiro informou que vai instalar câmeras em uniforme de policiais no réveillon em Copacabana.

De acordo com o secretário de Estado de Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Pires, esse é um “momento diferenciado para os órgãos de segurança”. Henrique Pires destacou que “neste primeiro momento haverá uma dificuldade e ajustes serão necessários”.
Agora de inicio, serão oito batalhões e uma companhia destacada usarão o equipamento - Foto: divulgação/PMRJ
Veja como vai ser
Nessa primeira etapa, os equipamentos, que ficam acoplados aos uniformes, começam a ser usados por policiais militares dos seguintes batalhões e unidades:

 

2º BPM (Botafogo);
3º BPM (Méier);
4º BPM (São Cristóvão);
6º BPM (Tijuca);
16º BPM (Olaria);
17º BPM (Ilha do Governador);
19º BPM (Copacabana);
23º BPM (Leblon);
1ª Companhia Independente da Polícia Militar (Laranjeiras).

 

Foto destaque: Reprodução/Fabiano Rocha

Mais Lidas