Moda

Puma quer ser a marca que se identifica com as mulheres

17 Set 2021 - 15h52 | Atulizado em 17 Set 2021 - 15h52
Puma quer ser a marca que se identifica com as mulheres

Puma visa colocar mais mulheres em cargos de gerência e diretoria.

A marca esportiva preferida das mulheres vem passando por mudanças estruturais para melhor atender o público feminino e suas colaboradoras. Em uma entrevista concedida ao EXAME, o diretor geral da Puma Brasil, o chileno Sebastian Días, falou sobre os investimentos feitos na marca tendo como uma das prioridades a equidade de gênero.

 

“Aumentamos a quantidade de posições em alguns casos, e em outros tivemos mudanças naturais, com promoções de mulheres que estavam dentro da empresa ou foram convidadas para trabalharem aqui”, disse. “Por exemplo, a chefe de e-commerce hoje fica com essa função 100% do tempo, e antes ela se dividia em mais frentes. Conforme vamos crescendo também temos a oportunidade de trazer mais mulheres, como aconteceu nos últimos 12 meses”, completou ele.


Foto:campanha #SheMoveUs. Reprodução/ Puma


 A empresa se dedicou a completar um censo interno com o objetivo de entender quem são as mulheres e onde estão na organização. Hoje, na diretoria elas são 50%, e na gerência 45%. A Puma pretende continuar com a equidade de gênero em todas as áreas.

 

“Além disso, as pessoas que fazem a comunicação sabem do que estão falando, elas são torcedoras, corredoras, e pensam no que os consumidores precisam porque conhecem as suas necessidades. O time interno é extremamente importante para passarmos uma mensagem coerente e lançarmos produto que fazem sentido”, completou o empresário.

https://inmagazine.com.br/post/Lenny-Niemeyer-lanca-colecao-sustentavel-com-a-Reorder

https://inmagazine.com.br/post/Redley-revisita-o-legado-do-tenis-Originals-em-campanha-com-influenciadores

https://inmagazine.com.br/post/Anitta-faz-sua-estreia-no-Met-Gala-2021

 

O executivo que já havia trabalhado para a marca de artigos esportivos no Chile e no Peru, foi convidado a aceitar o cargo um ano antes do ínicio da pandemia da covid-19.

 

“De dois anos e meio no país, estamos há um ano e meio em pandemia. Com isso, pude perceber ainda mais a resiliência, velocidade e flexibilidade do time brasileiro. A cultura da empresa, mas também a local, nos permitiu continuar crescendo mesmo em um cenário adverso”, diz.

 

Díaz é responsável pela expansão de lojas físicas, do e-commerce e de campanhas estratégicas que buscam maior participação da marca no Brasil, além de consolidar sua missão como etiqueta favorita das mulheres no setor de artigos esportivos.

 

(Foto destaque: Ísis Valverde. Reprodução/ Puma)